A morte do Major Saidi Mingas

A morte do Major Saidi Mingas, na versão de Adão Fragoso.

Por VOC-Mbembu Buala

Há precisamente 10 anos, o general José Adão Fragoso, apresentava no seu livro “o meu testemunho: a purga do 27 de Maio de 1977” , lançado em Lisboa, as alegadas circunstancias da morte do major Avelino Henrique Vieira Dias Mingas “Saidi” (1944 – 1977), ex-Ministro das Finanças de Agostinho Neto, a 27 de maio de 1977, implicando uma facção interna.

Em conformidade com excerto do livro, o Ministro Saidy Mingas teria morrido nas mãos do grupo de um soldado muito próximo a ala de Nito Alves chamado Luís dos Passos da Silva Cardoso que iria assaltar às instalações da Radio Nacional.

Na ocorrência nas manifestações, conta o autor, o Ministro Saidy Mingas teria saído do seu gabinete a caminho do palácio para ir conferenciar com o Presidente Neto até ser interceptado por uma patrulha comandada por dos Passos que o teria mandado sair do carro para minutos depois ser levado para a zona do Miramar, em Luanda.

O grupo de Passos, segundo o autor, acabaria por balear o refém ao temer que aquele reagisse, pondo em pratica as suas artes marciais de que era praticante.

Sete meses depois, Luís dos Passos reagiria manifestando inconformismo com as acusações que lhe foram feitas pelo no livro do General José Adão Fragoso, de que o major Saidy Mingas, terá morrido nas suas mãos no decurso do confronto de duas facções do MPLA que se combateram no 27 de Maio de 1977.

Passos considerava que tal acusação colocava a sua vida em perigo tendo, na altura chegando admitir que estava decidido em mover um processo judicial contra o Zé Fragoso, por crime de calunia e difamação.

Passado 10 anos, não se viu processo nenhuma e também ninguém apareceu a contestar a versão de Fragoso, que se considera delicada.

Texto de José Gama

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.