MILÍCIA MAYI-MAYI MAZEMBE, ATACAM POSIÇÃO MILITAR DAS FARDC EM RUTSHURU

Foto Editada Por Mbembu Buala

POR MBEMBU BUALA

Uma posição do 2º batalhão 34-09 do regimento das FARDC foi atacada durante a noite de segunda a terça-feira, 17 de setembro, na aglomeração de Lusowa, a noroeste do território de Rutshuru, na região de Bwito. Segundo fontes civis locais, corroboradas por fontes militares, um oficial das FARDC foi morto. Essas lutas teriam causado outras baixas entre os civis e do lado dos atacantes. As mesmas fontes apresentaram um relatório provisório sobre a morte de dois milicianos.

Por volta de uma hora da manhã de terça-feira, os Mayi-Mayi, pertencentes ao grupo Mazembe, atacaram a posição das FARDC em Lusowa, disseram fontes militares. O porta-voz da 34ª região militar, major Ndjike Kaiko, confirma a morte de um capitão das FARDC e a neutralização de dois membros da milícia Mai-Mai Mazembe.

Outras fontes em Kanyabayonga relatam que uma menina foi morta e uma mulher foi baleada e ferida por civis na vila.

O segundo batalhão do 34-09º regimento das FARDC está rastreando operações contra os grupos armados nesta área de Kanyabayonga, no noroeste acerca de um mês, avançou o major Ndjike Kaiko. O principal objectivo segundo ele, é: estabilizar a área de Lusogha a Kikuku, cidade principal de Bwito, onde grupos armados com uma conotação ética, continuam a provocar onda de insegurança das populações.

Lusogha já hospedou milhares de deslocados internos desta área operacional, de acordo com algumas fontes locais.

Fonte: Radio Okapi

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.