PAPAI JLO, PAPAI ZÉ DÚ, AQUELE MENINO ESTÁ A AMEAÇAR-ME!

Jf8

A notícia diz que a embaixada da Re(i)pública da Angola do MPLA, no Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, publicou um comunicado contra a “campanha de difamação online” de que está a ser vítima o embaixador Rui Mangueira. Essa informação também diz que a embaixada irá encaminhar esse assunto para as autoridades judiciais do Reino Unido…

Por Domingos Kambunji

O visado nesse comunicado, diz a embaixada da Re(i)pública da Angola do MPLA no Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, acusou o embaixador Rui Mangueira de práticas de nepotismo, racismo, corrupção…

Esta estratégia de vitimização não é inovadora. A única originalidade reside no facto de as autoridades da Re(i)pública da Angola do MPLA estarem a exportar uma prática que foi demasiado frequente durante o reinado de José Eduardo dos Santos.

As pessoas ainda se recordam do facto de o William Tonet e o Rafael Marques terem sido muitíssimas vezes acusados e condenados, pelos tribunais da Re(i)pública da Angola do MPLA, de práticas de difamação, por defenderem a Liberdade, a Democracia e manifestarem-se contra a corrupção.

Nesse tempo o Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, mais concretamente, o Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos da Re(i)pública da Angola do MPLA era Rui Mangueira. Não o tratamos por Sua Excelência porque ele nunca demonstrou excelência na sua actividade política e governamental. Antes pelo contrário, sempre revelou demasiada cobardia política e intelectual e subserviência aos Senhores da Guerra, os DDT (Donos Disto Tudo).

No tempo em que o Rui Mangueira foi Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos quem se manifestasse contra a roubalheira descarada, praticada por “altos” dirigentes do MPLA, corria o risco de “chocar contra uma bala”, de ser brutalmente espancado e de ser preso (com ou sem culpa formada). Rui Mangueira manteve-se sempre mudo!

No tempo em que Rui Mangueira foi Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos a criança Rufino António foi fuzilada pelos cangaceiros do MPLA. Os tribunais do MPLA ofereceram umas migalhas de fome aos familiares dessa criança para lhes calar a boca. Num país civilizado os “altos” responsáveis por esse crime seriam condenados e o governo seria obrigado a pagar uma elevadíssima indemnização por essa crueldade. Rui Mangueira, Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos, manteve-se sempre mudo!

No tempo em que Rui Mangueira foi Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos os jovens adultos Cassule e Kamulingue foram raptados e fuzilados pelos cangaceiros do MPLA. Rui Mangueira, Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos, manteve-se sempre mudo!

No tempo em que Rui Mangueira foi Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos a jovem adulta Laurinda Gouveia foi brutalmente espancada, numa esquadra da “pulhícia” do MPLA de Luanda, por defender a Democracia e a Liberdade e por se manifestar contra a corrupção. Rui Mangueira, Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos, João Lourenço, actual presidente da Re(i)pública, Ana Lourenço, actual primeira-dama, e Luísa Damião, actual vice-presidente do MPLA, mantiveram-se sempre mudos e não repudiaram essa violação dos Direitos da Mulher, Direitos Humanos, e direito à Liberdade de Expressão.

No tempo em que Rui Mangueira foi Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos os Revus foram presos, julgados e condenados por defenderem manifestações pacíficas de protesto contra a corrupção e a ditadura de José Eduardo dos Santos. Rui Mangueira, Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos, manteve-se sempre muito calado, não teve coragem e honestidade intelectual para se manifestar contra essa palhaçada organizada pelos principais dirigentes do MPLA.

No tempo em que Rui Mangueira foi Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos havia angolanos a morrerem devido à fome, a epidemias facilmente combatíveis, a mortalidade infantil era a mais elevado do mundo, o desemprego era muitíssimo elevado, havia milhões crianças analfabetas por falta de escolas e professores… os principais dirigentes do MPLA desviavam dos cofres do Estado biliões de dólares… Rui Mangueira, Ministro da Injustiça e dos Direitos Desumanos, nunca piou!

O governo da Re(i)pública da Angola do MPLA esforça-se para poder ganhar algum prestígio internacional. Como conseguirá atingir esse objectivo nomeando para cargos de embaixadores individualidades com um muitíssimo fraco prestígio nacional, como é o caso de Rui Mangueira?

Por este andar de nada nos admiraremos se o MPLA nomear para embaixadores, nos países mais desenvolvidos do mundo, Kangamba, João Pinto, Kundi “paiLama”, o inaugurador de chafarizes Paulo Pombolo, Pedro “Mentindi”, Manuel Vicente… (A lista de potenciais candidatos é demasiado longa!). Também não nos admiraremos se o governo da Re(i)pública da Angola do MPLA nomear para o cargo de governador do Banco de Angola José Eduardo dos Santos, Isabel, Tchizé, ou Zénu dos Santos.

Após a nomeação de Rui Mangueira para o cargo de embaixador da Re(i)pública da Angola do MPLA no Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte tudo o que há de mais caricato e absurdo é possível acontecer nesta Re(i)pública.

Quando Rui Mangueira for exonerado do cargo de embaixador no Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte será nomeado para desempenhar as funções de governador de Cabinda, do Namibe ou do Cunene?

Fonte: Jornal F8

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.