FAMILIARES DE JOÃO LOURENÇO CADA VEZ MAIS PRESENTES NOS NEGÓCIOS EM ANGOLA

web

POR MBEMBU BUALA PRESS

Parecem estar surdos dos efeitos nefastos provocados pelo processo investigativo “Luanda Leaks” contra Isabel dos Santos.

Pois, à família de João Lourenço, soma e segue no mudo do doing “business” em Angola.

Depois do irmão mais velho do presidente angolano, Sequeira Lourenço ter reforçado recentemente sua presença no sector da aeronáutica com a empresa SJL, a sua irmã Edith Catraio entrou nos negócios dos diamantes, com avançou o magazine África Monitor.

Leia mais aqui sobre o assunto:

https://avozdecabindambembubuala.com/2019/04/26/irma-do-presidente-joao-loureco-entra-nos-negocios-de-diamantes-em-angola/

A família presidencial angolana que também é empresarial, segundo revelou o Club-k, passou à fazer parte do capital da Imobiliária Imogestin com 15% do bolo por intermédio da JALC, empresa detida pela Primeira Dama de Angola, Ana Dias Lourenço em companhia das filhas, leia toda dossier na descrição que abaixo se segue:

A JALC – Consultores e Prestação de Serviços, Limitada empresa ligada a família Lourenço é identificada no relatório de gestão de 2018 da imobiliária Imogestin – que o Club-K tece acesso – como integrante da sua estrutura acionista detendo uma participação de 15%. Os outros sócios são o Banco BAI, o Grupo ENSA (Estado angolano), a Homeshop (Rose e Ana Lúcia Louro Palhares), Multivest (off Shore registrada na Holanda), e outros.

Fundada a 12 de Maio de 1995, a JALC – Consultores e Prestação de Serviços, Limitada é detida por Ana Dias Lourenço e as filhas Jéssica Lourena Dias Lourenço dos Santos, Cristina Geovane Dias Lourenço.

Em Janeiro de 2017, o advogado da família, José Segunda da Silva recorreu ao cartório notarial das lojas dos registros de Luanda para formalizar a inclusão de uma quarta acionista, Ana Isabel Dias Lourenço.

No dia 27 de Fevereiro daquele ano, a JALC que tem as inicias das filhas do casal presidencial realizou uma assembleia de membros, em que destituiu Custodia da Encarnacão Dias dos Santos como gerente da sociedade e em seu lugar foi colocada Cristina Lourenço. Para além da Imogestin, a JALC, faz também parte da estrutura acionista da Companhia de Cervejas de Angola S.A, cuja fábrica foi construída na província do Bengo.

Em 2015, o então Presidente da República, José Eduardo dos Santos transferiu para a Imogestin, responsabilidades da Sonangol Imobiliária e Propriedades (Sonip), que conduziu até então vários projectos imobiliários em nome do Estado. Existente desde Julho de 1998, a imogestin, tem participações na GMI – Gestão e Manutenção Imobiliaria (35%), AKI – Hotéis & Resorts, Lda (60%), Sociedade Hotel Términus N ́Dalatando (60%) Sociedade Hotel Términus Lobito, Lda (60%), Iparques (55%), Panservice (27%), e na imobiliária Prominves (30%).

Club-k, com a VOC

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.