CRÍTICAS DA OPOSIÇÃO ANGOLANA AO SECRETÁRIO DE ESTADO DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

AO CONTRÁRIO DE HILLARY CLINTON (2009) E JOHN KERRY (2014) MIKE POMPEO (2020) FINTA À OPOSIÇÃO ANGOLANA EM VISITA OFICIAL.

QUE NÃO DEIXOU DE REAGIR À ESSA FALTA DE SENSIBILIDADE POLÍTICA DO REPRESENTANTE DE UMA DAS POTÊNCIAS MUNDIAIS EM SOLO DA SUA MAJESTADE JOÃO LOURENÇO REI DO MPLA E QUIÇÁ FUTURAMENTE DE ANGOLA JÁ QUE OPOSIÇÃO NEM SE QUER TEM LEGITIMIDADE OU DEVER DE CONTESTAR À ELEIÇÃO FRAUDULENTA DO PRESIDENTE DA CNE SEGUNDO O TRIBUNAL SUPREMO.

A QUANDO DAS SUAS VISITAS À ANGOLA, OS PREDECESSORES DE POMPEO INTERAGIRAM QUER COM OPOSIÇÃO E COM A SOCIEDADE CIVIL ANGOLANA.

UM DOS GRANDES MARCOS POR EXEMPLO DA VISITA DA MADAME SECRETARY À ANGOLA, EM AGOSTO DE 2009 FOI À LIBERTAÇÃO DO JORNALISTA FERNANDO LELO ANTIGO CORRESPONDENTE DA VOZ DA AMÉRICA EM CABINDA, NO DIA 21 DE AGOSTO DE 2009 APÓS TER SIDO CONDENADO À 12 ANOS DE PRISÃO POR CRIMES CONTRA À SEGURANÇA DO ESTADO PELO TRIBUNAL MILITAR DE CABINDA NO DIA 16 DE SETEMBRO DE 2008.

Oposição critica não ter sido ouvida por Mike Pompeo.

A oposição angolana critica o fato de o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, não ter agendado nenhum encontro com os partidos da oposição.

A posição é assumida pela UNITA e a CASA-CE, os dois maiores partidos da oposição, para quem ouvir apenas o Governo e agentes económicos não chega.

A UNITA diz que Mike Pompeu falhou ao não incluir a oposição politica na agenda da sua visita a Angola nesta segunda-feira, 17.

“Ele veio cá para ter uma ideia daquilo que se passa de forma geral em Angola, é sempre bom ter as opiniões das outras sensibilidades do mosaico social e político do país, e acho que politicamente seria acertado ter agendado encontro com os que pensam diferente do regime”, afirma Rafael Massanga Savimbi, secretário para as relações internacionais da UNITA, que questiona: “se tem tempo para falar com empresários por quê não ouvir outros políicos”.

Por seu lado, a CASA-CE faz eco do mesmo pensamento.

“Os Estados Unidos, a par de outros, são potências mundiais, portanto não seria demais ter um encontro com as forças na oposiçao”, corrobora Alexandre Sebastião André, lider da bancada parlamentar do terceiro partido no Parlamento.

O analista politico Agostinho Sikatu entende também que seria essencial ouvir as várias sensibilidades.

“Parece-me que ele veio mais para constatar o ambiente económico que para mim não basta, era importante constatar também o ambiente político que diga-se nesta altura está tenso”, sustenta Sikatu.

Agenda de Pompeo

Mike Pompeo chegou a Luanda na noite de domingo, 16, e foi recebido pelo ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, e por altos funcionários da Embaixada dos EUA em Angola.

Às 11 horas foi recebido pelo Presidente angolano, João Lourenço, Cidade Alta, e depois encontrou-se com o seu homólogo Manuel Augusto.
Do programa da visita, Pompeo tinha agendada uma visita ao meio-dia ao Museu da Moeda, onde participaria numa mesa redonda com líderes de negócios.

No início da manhã, o secretário de Estado americano encontrou-se com mulheres empreendedoras e membros da missão diplomática de Washington em Luanda.

Antes de Angola, o secretário de Estado americano visitou o Senegal e ainda hoje deixa Luanda ao meio da tarde com destino a Addis-Abeba.

Manuel José

VOA, via MBEMBU BUALA PRESS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.