CASAL PRESIDENCIAL É VACINADO CONTRA A COVID-19

O Presidente da República, João Lourenço, e a Primeira-Dama, Ana Dias Lourenço, já fazem parte da base de dados dos cidadãos vacinados contra a COVID-19.

O casal presidencial tomou a primeira dose da vacina russa, Sputnik V, no início da tarde desta quinta-feira, 13 de Maio, no centro de vacinação “Paz Flor”, depois de cumprir todos os procedimentos exigidos antes da administração desta vacina.

À chegada ao local, fizeram o registo, foi-lhes administrada a vacina e receberam o cartão comprovativo da realização deste acto, que garante o acesso à segunda dose.

O Presidente João Lourenço e a Primeira-Dama da República cumpriram igualmente com o repouso de 30 minutos, exigidos após a administração da vacina, recebendo, ao mesmo tempo, da ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, informações relacionadas ao processo de vacinação.

No final, o Presidente reiterou o apelo aos países mais desenvolvidos, e com maior capacidade industrial de produzir vacinas, para o aumento da oferta, afim de chegar a todos e a preços mais acessíveis, sobretudo nos países africanos, com menos recursos financeiros para adquirir aos preços estabelecidos neste momento.

“Ou nós salvamos todos, ricos e pobres, poderosos e não poderosos, ou ninguém se vai salvar. Esta é uma pandemia que infelizmente atingiu todo planeta e portanto tem que se atender a todo planeta”.

Para João Lourenço, é compreensível que exista ainda pouca capacidade de resposta da parte dos produtores para atender toda a população mundial, mas é preciso que haja esforços para aumentar a oferta de vacinas, de modo que chegue aos beneficiários a preços acessíveis.

O Chefe de Estado disse estar optimista que o apelo dos que mais necessitam e têm menos capacidade seja ouvido, assim como na resolução deste problema brevemente, tendo em conta os esforços que estão a ser feitos para aquisição de mais vacinas.

“Angola recebeu no quadro da iniciativa Covax pouco mais de 600 mil doses da vacina da AstraZeneca. Recebeu de oferta do governo chinês pouco mais de 200 mil doses e temos recebido outras ofertas até de grupos empresariais, em quantidades pequenas, a medida das possibilidades deles. Mas temos consciência de que o Executivo angolano não pode confiar apenas naquilo que nos é oferecido. Temos que comprar vacinas e esse esforço está sendo feito, apesar das dificuldades que existem”.

Angola tem seis milhões de doses da vacina Sputinik 5, que não são suficientes, segundo o Presidente da República, razão pela qual a medida que mobiliza mais recursos financeiros, continua a lutar para adquirir mais vacinas.

A Primeira-Dama da República, Ana Dias Lourenço, apelou a todos os cidadãos a dirigirem-se aos postos de vacinação para receberem a vacina sem qualquer receio.

“É mais um elemento de prevenção. Portanto, apelo à toda a população para que venha apanhar a vacina, use a máscara, faça a lavagem das mãos, respeite o distanciamento social, para estarmos mais seguros”.

O Presidente da República e a Primeira-Dama deverão receber a segunda dose desta vacina no dia 23 de Junho.

No mesmo dia, o Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, e o Presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, foram igualmente vacinados com a primeira dose da vacina Sputnik V.

Fonte: Governo de Angola

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.