LUBOTA APELA GUERRILHEIROS À SABOTAREM EXPLORAÇÃO DE OURO EM CABINDA

POVO DE CABINDA CONTINUA À ESPERA DE ACÇÕES CLARAS DA FLEC FAC SOBRE EXPLORAÇÃO DE OURO EM CABINDA

As revelações são de João Francisco Lubota (BAVONDAKWAU), membro sénior da FLEC e jornalista de Cabinda. Que diante do clamor da população contatou um dos membros da Flec Fac, Jean Claude Nzita que garantiu não existir exploração de ouro no território.

Para fazer jus as suas afirmações Jean Claude Nzita enviou ao Francisco Lubota uma mensagem em formato áudio em ‟Lingalaˮ de um dos supostos comandantes da Flec Fac em Cabinda que assegurou não existir tal prática no Maiombe, o suposto guerrilheiro da Flec Fac ligado a ala de Emmanuel Nzita, foi mais longe ainda ao solicitar à Lubota a localização exacta das áreas onde as referidas empresas praticam tal exploração de ouro em Cabinda, pedido que foi atendido, os links das notícias falam por si (joao-lourenco-acusado-de-mandar-explorar-ouro-em-cabinda/, cidadaos-no-interior-de-cabinda-clamam-por-mais-accoes-da-flec-fac-para-conter-exploracao-excessiva-angolana-do-ouro-no-maiombe/, lombe-mining-intensifica-exploracao-de-ouro-no-miconje/,governo-reforca-exploracao-de-ouro-no-maiombe/,https://mineradora-do-buco-zau-preve-a-exploracao-de-12-quilos-de-ouro-por-mes-em-2022/e etc.

Mas até hoje Jean Claude Nzita e o seu suposto comandante remeteram-se ao silêncio. O que levanta várias suspeitas. Não estão estes ocorrentes da exploração? Ou também são partes integrante da exploração desmedida dos recursos naturais de Cabinda em colaboração com as autoridades angolanas!?

Face as revelações de Lubota, a Mbembu Buala Press, contatou o presidente de Flec Fac, Emmanuel Nzita que não desmentiu e nem confirmou as acusações de João Francisco Lubota sobre um suposto envolvimento da Flec Fac na exploração de ouro no território de Cabinda, tendo somente reiterado várias vezes na sua reação que as riquezas de Cabinda pertencem aos Cabindas e por essa razão os Cabindas têm legitimidade de os explorar. A resposta do presidente da Flec Fac apesar de ser subjectiva, não deixa de ser contraditória em comparação as afirmações de Jean Claude Nzita e do suposto comandante da Flec Fac sobre o assunto.

Contudo, João Francisco Lubota, apela aos guerrilheiros de Cabinda a levarem à acabo acções de sabotagem (que não é um apelo à guerra) contras as empresas que exploram ouro no Maiombe em Cabinda uma vez que a exploração dos recursos naturais de Cabinda há muito não beneficiam o seu povo.

Lubota desafia uma vez mais Emmanuel Nzita a conter a exploração desenfreado de ouro no Maiombe por parte das empresas de generais angolanos para atender o clamor do povo de Cabinda que continua à solicitar acções claras da Flec Fac sobre o assunto.

Veja no link: https://youtu.be/fabI04jlznU

VEJA AINDA OUTROS VÍDEOS DE FRANCISCO LUBOTA AQUI:

Texto de João Sassa

COPYRIGHT © 2021.MBEMBU BUALA PRESS (A VOZ DE CABINDA).TODOS DIREITOS RESERVADOS

2 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.