“SERÁ QUE CABINDA É OU NÃO É ANGOLA PARA O MPLA?” WILLIAM TONET

A afirmação é de William Tonet, Director do Jornal Folha 8 e da TV8, feita no Programa a Hora das Perguntas da rádio Despertar no pretérito 01.05 do ano em curso. Onde foi convidado para analisar as principais questões político-social na ordem do dia em Angola e no mundo. Por José Kabangu* Fonte: http://www.avozdecabindambembubuala.com Onde ainda, o jornalista William Tonet não perdeu à oportunidade para … Continuar lendo “SERÁ QUE CABINDA É OU NÃO É ANGOLA PARA O MPLA?” WILLIAM TONET

DETURPAÇÃO DO ESTADO DE EMERGÊNCIA EM CABINDA MINAM A SUA EFICÁCIA

Nesta última semana do Estado de Emergência – que espero que seja mesmo a última – fiquei mal impressionado pelo modo como as forças de segurança e defesa estão a interpretar as medidas de contingência em Cabinda. Em primeiro lugar, acho inúteis todas as barricadas colocadas ao longo das principais artérias da cidade e a interpelação sistemática dos automobilistas. O foco foi colocado nestes, enquanto … Continuar lendo DETURPAÇÃO DO ESTADO DE EMERGÊNCIA EM CABINDA MINAM A SUA EFICÁCIA

REFLEXÃO SOBRE A MILITÂNCIA DOS CABINDAS NOS PARTIDOS POLÍTICOS ANGOLANOS

Uma temática pertinente que merece a reflexão de todos os Cabindas participes ou não da luta para a restituição da soberania do Território de Cabinda! *Por Eng. João da Graça Mampuela A MILITÂNCIA DOS CABINDESES NOS PARTIDOS POLÍTICOS ANGOLANOS – VANTAGENS E DESVANTAGENS A militância é entendida como o acto pelo qual um individuo se predispõe em participar activamente numa determinada organização política ou filantrópica, … Continuar lendo REFLEXÃO SOBRE A MILITÂNCIA DOS CABINDAS NOS PARTIDOS POLÍTICOS ANGOLANOS

AS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS NÃO RETIRAM AOS CABINDAS O SEU DIREITO À AUTODETERMINAÇÃO, CHIÂNICA BRÁS

A instabilidade que Chiânica Brás, aponta está directa ou indirectamente relacionado com o longo diferendo político-militar que opõe os Cabindas e as autoridades angolanas (MPLA) que de uma ou de outra forma acabam por afectar o desenvolvimento económico-social do Território.

“Do ponto de vista social nós não estamos bem, não temos boas escolas, não temos bons hospitais, qualquer situação para que a pessoa sobreviva deve recorrer aos Congos. Não há um investimento sério em Cabinda, mas tudo é propositado para tornar esse povo mais atrasado de formas a pensar menos, a exigir menos”, denunciou o activista Cabindense que não ficou por aí!

“E nós que vamos conseguindo enxergar isso, temos a missão de passar a mensagem aos outros. E até digo te que quem poder pegar nos filhos mandar mesmo nos Congos ou mesmo até na parte de Angola, onde o ensino vai aparecendo com alguma qualidade, visto que precisamos formar os homens de amanhã, as pessoas que vão dar sequência a essa luta”, acrescentou Chiânica Brás.
Continuar lendo AS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS NÃO RETIRAM AOS CABINDAS O SEU DIREITO À AUTODETERMINAÇÃO, CHIÂNICA BRÁS

LUTA PELO PODER NA TPA EM CABINDA “FRANCISCO LUNDI NA POLE POSITION”

FRANCISCO LUNDI, AFASTA JORNALISTAS QUE COMPÕEM A EQUIPA DO GOVERNADOR MARCOS NHUNGA Depois da publicação da carta que revela os actos de gestão danosa, corrupção e nepotismo, protagonizados pelo Director da TPA-CABINDA, Francisco Júnior, o Director Provincial Adjunto do Centro de produção, Francisco Lundi, aproveita-se da situação de vulnerabilidade em que está exposto o seu superior hierárquico, para procurar lavar a sua imagem manchada pelo … Continuar lendo LUTA PELO PODER NA TPA EM CABINDA “FRANCISCO LUNDI NA POLE POSITION”

“NÃO VAMOS ESPERAR QUE ANGOLA NOS ACEITE COMO NAÇÃO, NÓS É QUE DEVEMOS EXIGIR” CHIÂNICA BRÁS

“Então eu combinaria esses dois factos históricos e jurídicos, Cabinda é um Protectorado, é uma Nação sob protecção portuguesa e que dependerá do nosso esforço para encontrarmos uma solução”, reforçou José André Chiânica Brás.
Continuar lendo “NÃO VAMOS ESPERAR QUE ANGOLA NOS ACEITE COMO NAÇÃO, NÓS É QUE DEVEMOS EXIGIR” CHIÂNICA BRÁS