Post fixo

Já se sabe a sentença dos autores pela morte do cidadão francês em Cabinda

Por VOC – Mbembu Buala O Tribunal de Cabinda ditou no pretérito dia 10 do corrente, segunda-feira, a sentença de condenação dos cinco (5) réus acusados pela morte do cidadão francês, Benoit Pierre Nayme, a 29 de Novembro de 2016 na sua residência no bairro, Cabassango, arredores da cidade de Cabinda. Os réus, Basílio Puati, António Francisco *Cabelo Branco*, Feliciano da Silva Muculo, angolanos de … Continuar lendo Já se sabe a sentença dos autores pela morte do cidadão francês em Cabinda

Post fixo

Eugénio Laborinho, tenta impedir marcha da igreja Kimbanguita em Cabinda

O governador de Cabinda, Eugénio César Laborinho, na tentativa de cumprir uma das suas promessas, anunciada no acto do seu empossamento de que “ Ninguém fará barrulho nas ruas de Cabinda, enquanto eu for o governador”. Tentou impedir, sábado findo, a realização da Marcha da igreja Kimbanguista. Tudo aconteceu no dia 25 de Maio, (dia de África), quando a igreja de Jesus Cristo sobre a … Continuar lendo Eugénio Laborinho, tenta impedir marcha da igreja Kimbanguita em Cabinda

Análise da Entrevista de Patrício Mangovo à TV ZIMBO

Antes de tudo, queria agradecer e parabenizar a TV ZIMBO pela iniciativa inédita que teve em convidar um cidadão cabindês para falar sobre Cabinda, embora no contexto angolano das autarquias e estatuto especial para Cabinda. O meu muito obrigado! Falar de Cabinda, tem sido um ato muito corajoso porque boa parte dos cidadãos angolanos como também parte das instituições do estado angolano tem sido tabu. … Continuar lendo Análise da Entrevista de Patrício Mangovo à TV ZIMBO

Em Cabinda por falta de carteiras, muitas crianças assistem às aulas no chão

Ao Exmo Sr Governador de Cabinda. Direcionando também ao Secretário Provincial da Educação de Cabinda . Vou contar vos uma história. A 15 anos atrás , fiz a 4 classe na escola Luvassa, apesar de estarmos numa província rica em recursos florestais. A 15 anos atrás sentei no chão por falta de Carteira . Passados 15 anos muitas crianças continuam sentando no chão por falta … Continuar lendo Em Cabinda por falta de carteiras, muitas crianças assistem às aulas no chão