APELO DO MNC EM NOME DE CABINDA AO PRESIDENTE DE ANGOLA

Louvamos a iniciativa do Movimento Nacional Cabinda(MNC), representado pelo ilustre Bartolomeu Capita que nos demonstra sentimentos profundos enraizados na alma dos Cabindas na continuação da defesa da sua identidade e ao seu direito legitimo à Autodeterminação, com recurso a meios pacíficos.

Antes da leitura integral da missiva, leia a breve introdução do representante do MNC e, ressaltar que a versão primaria se encontra disponível em formato digital (https://cabindapeoplesvoicehome.files.wordpress.com/2020/04/apelo-cabinda-ao-presidente-de-angola.pdf), sendo que poderá observar algumas alterações no seu formato e não no conteúdo.
Por Mbembu Buala Press ( A Voz de Cabinda)

DR. RAÚL TATI* “ EXECUTIVO LIDA (MUITO) MAL COM O EXCLAVE CABINDA”

Portanto, uma vez que o actual modelo de integração de Cabinda no espaço angolano é ineficiente e ineficaz, urge repensar o lugar de Cabinda dentro de Angola sem necessidade de forçar a natureza. As coisas hão-de ficar sempre como foram feitas: a separação geográfica é algo que não se vai mudar, mesmo com pontes. Mas o grande ´´quid´´ é como fazer que, estando onde está, Cabinda seja plenamente Angola sem desculpas de descontinuidade territorial?

ORDENS SUPERIORES SILENCIAM LOURENÇO LUMINGO NA ASSEMBLEIA NACIONAL DE ANGOLA

Um incidente triste mais próprio nos regimes ditatoriais onde para ludibriar a comunidade nacional e internacional vai se fazendo de contas que se vive num estado democrático e de direito.

Por Mbembu Buala Press

DEPOIS DE FAZER A SUA INSCRIÇÃO PARA INTERVIR, FOI SURPREENDIDO QUANDO O SEU NOME FOI EXCLUÍDO SEM NENHUMA EXPLICAÇÃO.

Contudo, o deputado silenciado a mando das supostas ordens superiores partilhou com Cabinda e o mundo a referida intervenção para conhecimento e apreciação:

1 2 3 6