FCD, CONTÍNUA À TRAIR O POVO DE CABINDA

Segundo uma fonte ligada ao Fórum Cabindês para o Diálogo – FDC, garantiu que nos próximos dias essa organização política, vai convocar uma conferência de imprensa para reagir sobre os recentes pronunciamentos de Arão Bula Tempo, presidente do MRPCS que os acusou de serem aliados do governo angolano e de estarem a criar transtornos para à resolução do Problema de Cabinda.

Por VOC-Mbembu Buala

A fonte informou ainda que à resposta do FCD, será divulgada na sua sede em Luanda, Capital de Angola e não no território de Cabinda.

Para cumprir com esse desiderato, o Senhor Zenga Mambo, membro do FCD, está à levar acabo um recrutamento massivo de jovens cabindenses no interior de Cabinda que estão a ser transportados, com urgência para Luanda-Angola, e que não se sabe para que fim, adiantou a fonte.

Para os que acompanha o “dossier Cabinda”, sabem que nos dias que correm e nos bastidores estão à a decorrer preparativos para uma vez mais ludibriarem à Comunidade Internacional e povo sofredor de Cabinda.

O FDC, após o recrutamento na Holanda, de Bento Bembe e acomodação dos seus pares, pelo MPLA e o governo angolano, transformou-se num bando de “Agente Secreto, Espiões e bufos” do governo angolano, contra o seus irmãos e seu próprio povo, em troca de míseros petrodólares, casas, carros e mordomias para os seus filhos, familiares e comparsas da geringonça, chamada FCD ou melhor Fórum Angolano para o Diálogo – FAD.

Mesmo à actual direcção do FCD ou FDA, está ao serviço da segurança do estado angolano, que ultimamente pretendeu insinuar que ressuscitou dos escombros.

A situação política em Cabinda é deveras crítica, neste preciso momento para além do FCD, outros grupos políticos de Cabinda, também aliados do governo angolano, estão à pressionar os movimentos que reivindicam à independência total de Cabinda a aderir à tal frente política, criada às pressas e não aprovado por todos, como o acaso do MRPCS que defende à Independência total de Cabinda, por isso chamo à atenção da comunidade pública e internacional em não aceitar uma vez mais essa manobra do MPLA e dos seus pares para à assinatura de uma nova falsa paz para Cabinda, concluiu a fonte.

Texto de Magaliza Zola

VOC-voice of cabinda, mbembu buala, A VOZ DOS POVOS OPRIMIDOS!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.