DR. AFONSO BUMBA, APELA AOS ANGOLANOS A EXIGIREM AOS POLÍTICOS E GOVERNANTES DE ANGOLA O FIM DA OCUPAÇÃO DE CABINDA

CABINDA

 por @mbembubuala

Fevereiro 07, 2019

O Nacionalista Cabindense, defendeu tal posição recentemente, num manifesto divulgado nas, redes sociais como protesto da ocupação ilegal e militar de Cabinda por parte de Angola.

Numa altura que em Cabinda se vive um forte clima de tensão, com a detenção de mais de 70 activistas políticos e cívicos que se fizeram presentes na Marcha Pacífica, convocada pelo MIC para assinalar os 134 anos do Tratado de Simulambuco. Com um título sugestivo:

A natureza da colonização

A colonização assemelha-se a matacanha ou bitacaia, um minúsculo bicho que de forma imperceptível ataca o homem, entra sobretudo nos pés e, ao viver do sangue alheio, engorda-se e transforma-se numa presa, causando ao homem uma terrível dor e comichão e um desejo ardente de coçar.

Mas, mesmo passando todo o tempo a coçar, é impossível de a matacanha sair por si próprio. Com o tempo, ele pode apodrecer e, quando isso acontece, seguem-se mais consequências dolorosas. Há quem fique com um passo viciado ou forçado devido à contusões e degenerações causadas aos dedos. Nenhuma outra escolha cabe ao homem senão arrancar a matacanha para acabar com a dor uma vez por todas.

MAS, QUEM É QUE NOS COLONIZA — SÃO OS ANGOLANOS OU O GOVERNO ANGOLANO?

Somos pela liberdade e dignidade, por isso, temos de tratar a todos como homens, com respeito e consideração.

 Diz a sabedoria popular que quem tem razão, nunca ofende.

A nossa história há de ser escrita tal como o passado: os portugueses colonizaram o Brazil, Angola, Moçambique; os ingleses colonizaram America e vários outros países; os franceses o fizeram no Gabão, Congo…

Enfim, assim aconteceu e assim foi escrito: povos (fala-se pouco de governantes) colonizaram outros povos…

Enquanto os políticos e governantes passam, os povos permanecem; interessa a todos os angolanos assumir a responsabilidade de exigir aos seus políticos e governantes o fim da ocupação de Cabinda como condição humana para a liberdade, dignidade e felicidade de ambos povos de Cabinda e Angola.

Conclui o filho e defensor da Causa de Cabinda, Dr. Afonso Bumba.

2015@mbembubuala – Todos direitos reservados (Copyright)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.