DIREITO DE RESPOSTA

Direito de resposta sobre a notícia, MOVIMENTOS E GRUPOS DE CABINDA SE REÚNEM EM PORTUGAL de autoria do correspondente VOC – Mbembu Buala, Baveka Mayala,  publicada no pretérito dia 04 de Junho do corrente ano.

Atendendo a solicitação do Senhor Nhunga Ndumba, encarregado de Informação do Fórum Liberal e tendo em atenção a coerência da nossa política de preservar a diversidade de informação sobre à Luta de Libertação do Território de Cabinda das masmorras do MPLA, publicamos a seguir o pedido de direito de resposta do Fórum Liberal e asseguramos a publicação na próxima edição das demais informações relacionadas a notícia supra.

No quadro do exercício do Direito de resposta:

“Toda pessoa ou organização, atingida por informações inexatas ou ofensivas emitidas em seu prejuízo, por meios de difusão legalmente regulamentados e que se dirijam ao público em geral, tem direito a fazer, pelo mesmo órgão de difusão, sua retificação ou resposta, nas condições que estabeleça a lei.”

De acordo com a notícia publicada pela “A Voz de Cabinda Mbembu Buala – VOC”, link em anexo https://avozdecabindambembubuala.com/2019/06/04/movimentos-e-grupos-de-cabinda-se-reunem-em-portugal/, com o título: MOVIMENTOS E GRUPOS DE CABINDA SE REÚNEM EM PORTUGALassinada pelo Jornalista Baveka Mayala, passamos a publicar o Direito de Resposta concedida ao Fórum Liberal, representada pelo o Senhor Nhunga Ndumba:

Segundo informação veiculada pela (avozdecabindambembubuala.com) sobre uma suposta organização e participação do Fórum Liberal para Emancipação de Cabinda – ou simplesmente – Fórum Liberal como é oficialmente conhecido de uma anunciada reunião a decorrer em Lisboa na segunda semana de Junho com o Grupo de Reflexão, e com a participação de outras forças de Cabinda;

O Fórum Liberal para Emancipação de Cabinda – Fórum Liberal – vem através desta clarificar o seguinte:

Em Novembro de 2018, o Pastor Justino Waco um dos três (3) protagonistas do chamado Grupo de Reflexão contactou a liderança do Fórum Liberal na pessoa do seu Coordenador, Sr. Martinho Lubango, a título pessoal, com o objectivo de dar o seu contributo na impulsão e criação de uma plataforma de luta comum para a libertação de Cabinda. O convite foi formulado a uma personalidade do Fórum Liberal, que em respeito do Regulamento Interno do Fórum Liberal apresentou a questão para análise da liderança da qual obteve o aval favorável por reflectir a filosofia que prima a nossa luta e estar de acordo com as aspirações de autodeterminação do Povo de Cabinda.

Unir as forcas dispersas para uma acção coordenada, baseada num programa de luta consensual a ser executado por um ‘Comité Executivo Representativo’ com atribuições específicas e prestação de contas periódicas constitui para o Fórum Liberal a melhor forma de juntar sinergias positivas entre as diversas forças cabindenses capaz de denunciar e prevenir a tempo os desvios dos que são alérgicos aos petrodólares e não pensam duas vezes em trair os nossos mártires e o esforço colectivo de todo um Povo para benefícios pessoais.

União na diversidade para o trabalho que projecte a luta a outros patamares, sim; mas, não para a traição

– este é o principio do Fórum Liberal para a Emancipação de Cabinda – Fórum Liberal.

Depois de o Coordenador do Fórum Liberal ter participado em três (3) encontros virtuais com os irmãos do Grupo de Reflexão e de outros grupos ficou claro que os irmãos do Grupo de Reflexão não inspiravam confiança e tinham uma agenda contrária à vontade do povo Cabindense – ditada pelo regime do MPLA.

Desta forma, o Fórum Liberal para Emancipação de Cabinda na pessoa do seu Coordenador declarou a cessação das suas actividades com o dito Grupo de Reflexão, cujo teor – remetemos em anexo para vosso conhecimento e publicação; pelo facto de não partilharmos a ideia de reavivar o caduco Memorando de Namibe que foi rejeitado pelo Povo de Cabinda.

Outrossim, o facto de a fonte que passou essa informação errónea ao (avozdecabindambembubuala.com) tê-lo feito sob anonimato reflecte o seu perfeito conhecimento de que o Fórum Liberal para Emancipação de Cabinda e as outras forças de Cabinda que abraçaram e quiseram impulsionar este processo no início (na Europa) retiraram-se porque trata-se de algo encomendado e controlado pelo MPLA, que de maneira nenhuma poderá beneficiar a Causa Cabindense. Então, qual é a verdadeira intenção por detrás disso?

Pátria ou Morte, Venceremos!

O  Encarregado da Informação do Fórum Liberal

Nhunga Ndumba

Texto de José Kabangu

© 2015-2019 VOC-voice of Cabinda Mbembu Buala

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.