AS DUAS ALAVANCAS PARA O ALCANCE DA AUTODETERMINAÇÃO DO POVO BINDA

A luta pela autodeterminação do povo Binda remota desde a década 50, no século passado. Houve vários avanços e também recuos, principalmente depois da traição histórica do António Bento Bembe através do Fórum Cabindês para o Diálogo (FCD).

Assistimos também nos últimos anos um “Big Bang” onde vão surgindo vários movimentos de libertação de Cabinda e vários jovens a envolverem-se mais no problema de Cabinda, embora muitos defendem que isto deve-se ao agravamento das condições de vida, degradação das infraestruturas em Cabinda e do elevado índice da pobreza, da fome e do desemprego.

Tudo bem, cada um busca as suas causas, mas é verdade que se diga que o sentimento independentista vem se agudizando no seio da juventude cabindesa.

Nesta conformidade, é necessário que todos intervenientes desta luta conheça quais devem ser as alavancas fundamentais para o alcance dos nossos objetivos, vou aqui mencionar dois:

1. COMUNICAÇÃO:

Elemento muito importante na nossa luta porque através dele, tem servido como veículo de transmissão dos nossos ideais e convicções sobre a identidade Binda, de gerações para gerações. Mas é importante que saibamos que ela precisa ser mais eficaz e eficiente, porque estamos numa geração onde o nível de intelectualidade das pessoas vai aumentando-se e as exigências do entendimento da nossa luta vai sendo maior, e com razões óbvias.

Para tal, é fundamental que saibamos nos comunicar, melhorando minuciosamente a nossa oratória, devendo para o efeito sermos escrupuloso no ato de seleção dos indivíduos que devem se pronunciar em nome de todos, atendendo o público alvo.

Os critérios de seleção deve em função do perfil de cada um, tendo em conta os aspectos emocionais, tácticos e estratégicos. Para evitarmos alguns falhanços já realizados no passado por parte de muitos líderes cabindeses e não só.

2. DIPLOMACIA

Ninguém luta sozinho.

É do nosso conhecimento já cometemos muitos erros neste capítulo, praticamente não soubemos aproveitar muitas oportunidades que já tivemos no contexto internacional.

A nossa luta é feita, gritando no deserto. Embora no passado já tivemos pequenos apóios externos mas nunca fomos eficaz e quase que nesta esfera já não existimos.

É crucial a promoção dos nossos interesses a nível internacional para que países de boa fé se solidarizem com a nossa causa.

É bom que criemos bons aliados. Qualquer aliado é muito importante para nós, isto para o apóio na divulgação, representação, proteção dos nossos interesses lá fora e também que a comunidade internacional pressione Angola para o diálogo, porque é a única maneira para se por o fim do conflito que opõe dois povos irmãos da mesma África!

VIVA CABINDA!

QUE DEUS ABENÇOE CABINDA!

Texto de LeoTon Mabiala

Foto: Imagens de Cabinda

VOC – The Voice of Cabinda

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.