MIC CELEBRA HOJE O SEGUNDO ANO DA SUA FUNDAÇÃO

MIC

MENSAGEM DO MIC NA PASSAGEM DO SEU SEGUNDO ANIVERSÁRIO

POR MBEMBE BUALA

Segundo a nota que alude a efeméride acima referenciada e que A Voz de Cabinda-Mbembu Buala teve acesso, a Direcção política do Movimento Independentista de Cabinda – MIC, expressa com entusiasmo e euforia a passagem de mais um aniversário hoje 04 de Novembro e por sinal o segundo.

“O MIC não só reafirma a consciente persecução dos objectivos específicos consagrados no seu Programa Menor, destacadamente a luta pacífica pela reconquista da independência e da soberania do Povo cabindês, nobres valores esses, ilegitimamente e manu militari confiscados em 1975 por Portugal e pelo Governo da República de Angola timonado pelo MPLA como reafirma o entranhado e o inexpugnável desejo da consecução pacífica dos mesmos valores”.

Na nota assinada pelo secretário para informação e comunicação do MIC, Eng. Sebastião Macaia Bungo, para além de terem reforçado à intenção da realização das Megas Manifestações Pacíficas Contra a Colonização Angolana e a Favor da Realização do Referendo Para Independência de Cabinda, a partir do dia 10 de Dezembro.

A direcção política do MIC, teceu também na mesma duras criticas ao recém criado Alto Conselho de Cabinda – ACC na reunião inter-Cabindesa do Gana e à Organização Africana para o Desenvolvimento – OAD, instituição que facilitou o encontro, tendo feito a seguinte interpretação sobre à questão segundo a nota enviada à nossa redacção:

“a) A OAD não ter uma intervenção que se contextualiza na luta de libertação dos povos africanos curvados à vassalagem estrangeira;
b) O ACC ser dirigido por figuras politicamente incoerentes, fracassadas, desgastadas e indignas da confiança política do Povo cabindês;
c) O ACC ser indesmentivelmente uma ignóbil obra concebida e efectivada pelos Serviços de inteligência do Estado invasor-ocupante e colonizador angolano em Cabinda, portanto ela é satélite do MPLA oligárquico;
d) O ACC possuir submersos fins que aos olhos vistos consistem em fulminar radicalmente a Resistência Político-militar anti-ocupação angolana e pró-independência de Cabinda”.

https://avozdecabindambembubuala.com/2019/10/29/contribuicoes-da-voc-para-o-comunicado-final-de-accra/

Porém à Direcção política do MIC aproveitou a oportunidade da passagem do segundo ano da sua fundação para apelar ao povo de Cabinda o seguinte:

“A mesma Direcção Política aproveita a mesma extraordinária conjuntura para apelar a todo Povo de Cabinda em especial a juventude no território físico cabindês à paralisação total de todas as suas actividades laborais para aderirem destemida e massivamente a essa onda de Megas Manifestações Pacíficas a Favor da Realização do Referendo Para Independência de Cabinda, que terá início a partir das 11h:30 no Largo do Antigo Cemitério do Zangoio vulgo Parada dos Fiéis e terá como ponto de chegada na Sede do Estado Invasor-ocupante e Colonizador Angolano em Cabinda, em última análise o MIC estende o seu apelo aos cabindeses na diáspora para que igualmente adiram a essas Megas Manifestações”.

Texto de Magaliza Zola

© 2019 A VOZ DE CABINDA – MBEMBU BUALA, PELA VERDADE E JUSTIÇA – CABINDA ACIMA DE TUDO E DE TODOS

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.