FAA CONFIRMAM MORTE POR ESPANCAMENTO DE UM DOS SEUS EFECTIVOS EM CABINDA

VOC

POR VOC – MBEMBU BUALA

No pretérito dia 24 de Setembro do ano em curso à A Voz de Cabinda – Mbembu Buala VOC reportou sobre a morte misteriosa de um soldado das Forças Armadas Angolanas – FAA em Cabinda que em vida se chamou MUADIMBA, mais conhecido por “LIXO” nas lides de guerra, natural de Alzira da Fonseca, Município do Buco-Zau em Cabinda, que foi encontrado morto no dia 20 de Setembro de 2019, a escassos metros da sua caserna na Unidade Militar de Bata-Sango no Município do Belize.

https://avozdecabindambembubuala.com/2019/09/24/morte-misteriosa-de-soldado-das-faa-em-cabinda-continua-a-inquietar-os-seus-familiares/

MUADIMBA, foi encontrado sem vida, quando o seu superior hierárquico fazia visita nas casernas segundo alertou à família da vítima, uma fonte ligado às FAA na região, Muadimba (ex-guerrilheiro da FLEC) que foi integrado no Exército Angolano no âmbito do processo do triste Acordo do Namibe entre o FCD e Governo de Angola.

A VOC apurou junto de uma fonte familiar que as autoridades militares em Cabinda, confirmaram o que já se suspeitava que a morte de MUADIMBA foi causada pela agressão violenta que este foi vítima por parte de dois colegas da Unidade Militar das FAA, estacionada em Bata-Sango no Município do Belize, segundo os resultados da autópsia realizada nos Hospitais Militares de Cabinda e Luanda.

A fonte familiar, alegou como principal motivo da agressão ter sido uma falsa acusação de furto de um telemóvel movida por um dos agressores.

“Que acusou MUADIMBA de ter roubado o seu telemóvel, o que não corresponde com a verdade uma vez que o mesmo foi vítima de uma cabala, infelizmente o suposto dono do referido artigo só apercebeu-se da situação, após o triste acontecimento”.

E o mais caricato neste triste incidente, o responsável pela unidade militar presente no dia da morte de MUADIMBA ocultou à informação da agressão de que este foi vítima por parte dos colegas que o espancaram sem piedade até a morte.

Como também não comunicou à morte de MUADIMBA aos seus familiares, que tomaram conhecimento do triste acontecimento por meio de terceiros, pois o superior hierárquico de MUADIMBA, mesmo sabendo que o Malogrado era natural da Alzira da Fonseca, mesmo assim, não avisou de imediato os familiares, transportando o cadáver para a morgue do Hospital Regional do Buco-Zau, sem qualquer identificação deste.

VOC

Que à justiça seja feita!

O malogrado deixou mulher e filhos, a juventude da Alzira da Fonseca continua chocada e revoltada com o sucedido, pois confirmou-se o que já se suspeitava MUADIMBA foi espancado até a morte no interior da Unidade Militar de Bata-Sango no Belize por dois colegas que o acusaram de roubo, crime que nem se quer cometeu.

Que as FAA não protejam os assassinos de MUADIMBA já que foram esclarecidos o mistério e as circunstâncias da sua morte.

Texto de José Kabangu

© 2019 A VOZ DE CABINDA – MBEMBU BUALA, PELA VERDADE E JUSTIÇA – CABINDA ACIMA DE TUDO E DE TODOS

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.