CABINDAS BARATOS!

É triste constatar que o inimigo dos Cabindas é o próprio Cabinda.

Compatriotas naturais de Cabinda e que propõe actos hostis amando dos angolanos à ocupação ilegal de Angola ao território de Cabinda!

Os cabindas se envolvem nos serviços secretos angolanos (SECRETA, SINSE, SINFO, CASA MILITAR ETC.) infiltram-se onde os cabindas estão activos na defesa do território (associações cívicas, ONGs, Movimentos de Libertação, etc.) nas redes sociais, no estrangeiro onde os cabindas estão supostamente residente, o estado angolano lhes passa como falsos patriotas cabindas ao serviço dos angolanos para se infiltrarem em todos os círculos.

Quando virem Cabindas que se auto denominam cabindas e fala constantemente que “sou da FLEC” e que estão activos no ativismo, tenham máximo cuidado porque é um sinal de um infiltrado como provaˮ. Estou em França há cerca de trinta anos e nunca escondi a minha militança ao Movimento Independentista de Cabinda a FLEC e, como alto responsável, pude ajudar e orientar vários compatriotas sem documentos e alguns na aquisição dos mesmos desaparecem e, automaticamente começam cooperar com as embaixadas de Angola distraindo assim, os membros das associações Cabindesas extraindo da mesma forma informações úteis para os Chefes Angolanos nestas mesmas Embaixadas, comprometendo assim o próprio irmão.

Os próprios irmãos filhos da mesma terra Cabinda neutralizam outros cabindas que têm coragem, patriotismo e amor em libertar o país ocupado desde 1975 pelos Angolanos.

Quem não sabe que somos escravizados, roubados, explorados de forma selvagem, ferido, mortos pelos Angolanos? (CABINDA BARRATO)!

Cabinda faz fronteira com os dois Congos e nada tEm em comum com Angola.

Jamais toleremos isto aos cabindas que se infiltram em nós e que já sabemos quem eles são e seus métodos operacionais, nos prendem em cativeiros coletivos nas (plataformas criadas à vontade nas rede sociais) para controlar e manter informados 24/24 horas o colonizador e são pagos com migalhas para manterem informado o patrão.

Temos irmãos na diáspora que dizem ser cabindas e que nos anos 70 e 80 quando estávamos juntos no Congo Brazzaville militavam aonde? Na sede da FLEC no bairro REX as listas estão arquivadas pela família “Pitra Pena” nenhum destes “Buela Tuvi” não apareciam lá que hoje cultivam dia e noite separatismo, tribalismo (desunião) entre irmãos aqui na diáspora.

Alguns desses supostos Cabindas não têm nenhum símbolo familiar ou localização das suas aldeias, Casas ou origens em Cabinda, porém devemos ficar atento para não nos ofuscar desnecessariamente na nossa Revolução.

Os verdadeiros filhos da terra que recebem o dinheiro angolano, devem ajuda a Revolução, mas por favor parem de nos trair e mandar assassinar. É crime e, é imperdoável porque o julgamento final há de ser terrível e o juiz (Povo) será implacável porque o sangue dos nossos mártires será vingado mais cedo ou mais tarde e o preço de sua traição estará sujeita a justiça popular.

Viva a luta dos Povo oprimidos!

RM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.