CONFLITO EM CASAMANSA SENEGAL PROCURA NOVE SOLDADOS DESAPARECIDOS

Nove militares senegaleses desaparecem após um violento confronto entre a força armada do Senegal e os independentistas do movimento das forças democráticas de Casamansa liderados por Salif Sadio. Um acto que decorreu enquanto as negociações estão em curso.

O confronto entre a patrulha senegalesa e os guerrilheiros de Casamansa (MFDC) aconteceu no passado dia 24 de Janeiro de 2022, perto da fronteira com a Gambia, no sul da aldeia gambian Bwiam. De acordo com as informações avançadas pelo jornal “Jeune Afrique”, um camião de traficantes carregado de madeira foi interceptado pelo destacamento senegalês de “Micega”, uma missão oeste-africana envida a Gambia desde 2017.

Os traficantes de madeira desviaram então do caminho e seguiram em direcção do território senegalês, penetrando na zona controlada pelo MFDC. Foi ali que iniciou o confronto. Segundo o balanço anunciado pelas forças senegalesas, um rebelde armado de Kalashnikov morreu no confronto e três outros foram presos. Morreram também dois soldados das forças armadas do Senegal e nove outros se encontram desaparecidos.

Casamansa (em francês, Casamanceˮ) é uma região localizada ao sul do Senegal e da Gâmbia e a norte da Guiné-Bissau, cortada pelo rio Casamansa. O Movimento das Forças Democráticas de Casamansa – MFDC luta contra o governo senegalês desde de 1982 para à Autodeterminação da região.

Com a Bissau On-line

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.