FLEC-FAC DENUNCIA MORTE DE CINCO CIVIS EM CABINDA E AUMENTO DA REPRESSÃO

A Frente de Libertação do Estado de Cabinda-Forças Armadas de Cabinda (FLEC-FAC) denunciou hoje o aumento da repressão do Governo angolano, a pretexto da pandemia de Covid-19, com a morte de cinco civis, e ameaça retomar os combates. Numa nota enviada à Lusa e assinada pelo seu secretário-geral, Jacinto António Télica, a FLEC-FAC pediu a intervenção do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, para denunciar … Continuar lendo FLEC-FAC DENUNCIA MORTE DE CINCO CIVIS EM CABINDA E AUMENTO DA REPRESSÃO

JEAN CLAUDE N´ZITA APELA “ACÇÕES HUMANITÁRIAS” EM PROL DOS REFUGIADOS DE CABINDA NO CONGO FACE À PANDEMIA DO CORONAVÍRUS (COVID-19)

ACÇÕES HUMANITÁRIAS EM PROL DOS REFUGIADOS DE CABINDA NA RDC E NA REP. DO CONGO Estimados compatriotas de Miconje ao Yema e de Massabi ao Zenze do Lucula, a década de 70 marcou para nós os Cabindenses o início de uma jornada extremamente difícil fora do nosso solo pátrio “O Exílio” sobretudo na República Democrática do Congo (ex-Zaire) e na República do Congo (Brazzaville). Num … Continuar lendo JEAN CLAUDE N´ZITA APELA “ACÇÕES HUMANITÁRIAS” EM PROL DOS REFUGIADOS DE CABINDA NO CONGO FACE À PANDEMIA DO CORONAVÍRUS (COVID-19)

CABINDA O ÚLTIMO APÓLICE DE SEGURO DE PORTUGAL

Várias vezes me indaguei sobre o silêncio do Governo Português face ao problema de Cabinda quando na qualidade do causador da desgraça deste povo, poderia com muita facilidade pôr um fim a este conflito bastando para tal simplesmente dizer a verdade! Mas porque que Portugal não se pronuncia a respeito? Texto de Eduardo Muindo (*) Para compreendermos melhor a que se deve o silêncio por … Continuar lendo CABINDA O ÚLTIMO APÓLICE DE SEGURO DE PORTUGAL

RAVINAS E DESLIZAMENTO DE TERRA TIRAM O SONO À POPULAÇÃO DE BUCO MAZI

A Aldeia de Buco-Mazi, dista à 17km do centro da cidade de Cabinda, tem aproximadamente 1000 habitantes, e está situada à norte da Estrada Nacional nº100 que liga Cabassango a Fútila (Zona Industrial de Malongo). Está localizada na orla marítima e tem a pesca como a principal actividade profissional dos seus habitantes. Limita-se a norte com a Aldeia do Fútila, a Sul com a Aldeia … Continuar lendo RAVINAS E DESLIZAMENTO DE TERRA TIRAM O SONO À POPULAÇÃO DE BUCO MAZI

AULA MAGNA SOBRE OS DIREITOS HUMANOS EM ANGOLA COM O DR. ARÃO BULA TEMPO

O Dr. Arão Bula Tempo, participou recentemente como prelector do II Ciclo de debates e palestras, organizada pela associação de estudantes da Faculdade de Direito da Universidade 11 de Novembro em Cabinda no pretérito dia 01/11 do corrente ano.


Onde teve à oportunidade de dissertar sobre OS DIREITOS HUMANOS EM ANGOLA NA SUA VERTENTE PRÁTICA E AS CONSEQUÊNCIAS DA SUA VIOLAÇÃO.


Sessão que contou com a moderação de João Maria Nzango, acompanhe abaixo no link do vídeo produzido pela A Voz de Cabinda Mbembu BUALA sobre o evento, com a inclusão da música motivos da revolução de Mc Massonama-Apontamento.

Continuar lendo “AULA MAGNA SOBRE OS DIREITOS HUMANOS EM ANGOLA COM O DR. ARÃO BULA TEMPO”

MARCHA DOS FILHOS DE CABINDA EM NOVA IORQUE

Prezados irmãos, e caros compatriotas, É com enorme satisfação que anunciamos por esta via, que a marcha que teve ontem lugar em Nova York, correu com sucesso. Conseguimos transmitir as inquietações do povo de Cabinda e exigir que se encontre solução! Por outro lado, Deixamos bem claro as Nações Unidas, de que, as marchas serão subsequentes até que se encontre solução pra Cabinda. Em baixo … Continuar lendo MARCHA DOS FILHOS DE CABINDA EM NOVA IORQUE