Post fixo

MOVIMENTOS POLÍTICOS DE CABINDA, REALIZAM REUNIÃO DE CONCERTAÇÃO POLÍTICA SOBRE O FUTURO DE CABINDA

ENCONTRO DE CONCERTAÇÃO POLÍTICA SOBRE O FUTURO DE CABINDA No pretérito dia 31 de Agosto de 2019, realizou-se um Encontro de Concertação Política sobre o Futuro de Cabinda, na cidade de Tchiowa, o evento foi de tutela do MRPCS, na pessoa do seu Presidente Dr. Arão Bula tempo. Fizeram-se presentes neste encontro de concertação a UCI – União dos Cabindeses para Independência, FCC – Frente … Continuar lendo MOVIMENTOS POLÍTICOS DE CABINDA, REALIZAM REUNIÃO DE CONCERTAÇÃO POLÍTICA SOBRE O FUTURO DE CABINDA

DE TIMOR LESTE A CABINDA

Em 30 de Agosto de 1999 aconteceu o referendo em Timor-Leste. O resultado desse referendo foi uma natural e estrondosa resposta que os timorenses deram à Indonésia e à comunidade internacional: sim, queriam ser livres, independentes, estar longe da identidade e da subjugação aos torcionários, carrascos e assassinos indonésios. Cabinda continua também à espera de um referendo para que o seu Povo possa dizer o … Continuar lendo DE TIMOR LESTE A CABINDA

Ministro da justiça e dos direitos humanos de Angola reconhece a legitimidade da luta dos Cabindas

MINISTRO DA JUSTIÇA DE ANGOLA RECONHECEU A LEGITIMIDADE DA LUTA DOS CABINDESES. O actual Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola, Francisco de Queiroz reconheceu a legitimidade das reivindicações do Povo de Cabinda para a sua soberania numa recente entrevista à Euronews em Lisboa, Portugal. Francisco de Queiroz ao ser questionado sobre Cabinda, acabou invocando um princípio que dá legitimidade aos Cabindas reclamar … Continuar lendo Ministro da justiça e dos direitos humanos de Angola reconhece a legitimidade da luta dos Cabindas

Onde estavam os angolanos quando Portugal e os Cabindas assinaram os tratados?

Lembremos que os portugueses chegaram na foz do rio Zaire em Angola em 1484 e só chegaram em Cabinda quase 5 séculos depois. Surge a pergunta, onde estavam os angolanos quando os representante do governo português e os príncipes, chefes e oficiais do reino de N’Goyo assinaram o tratado naquele mesmo ano? Continuar lendo Onde estavam os angolanos quando Portugal e os Cabindas assinaram os tratados?

Grupo de Reflexão-Cabinda Unida condena detenção de manifestantes em Cabinda

Para os detidos, as detenções, intimidações, e a humilhação de que são constantemente vítimas só servem de gasolina que dá maior força e energia aos ideais nobres que defendem. Para esses jovens, não há outro caminho a seguir senão o de martírio em nome dum ideal mais alto, o de encontrar uma solução ao problema de Cabinda. Continuar lendo Grupo de Reflexão-Cabinda Unida condena detenção de manifestantes em Cabinda