Dr. Francisco Luemba, confirma o aprisionamento dos membros do MIC

CABINDA

Por @mbembubuala

Janeiro 30, 2019

O agora defensor “advogado” dos membros do MIC, detidos entre os dias 28 e 29 de Janeiro, pelas autoridades policiais angolanas em Cabinda, Dr. Francisco Luemba, não só confirmou as detenções e consequentemente o aprisionamento, afirmou também que ainda não foi informado sobre à acusação formal dos seus constituintes, mas  não descartou a hipótese da Marcha Pacífica, anunciada para o dia 01 de Fevereiro, em declarações a VOA.

O advogado, Francisco Luemba, filho e digno defensor da Causa de Cabinda, lamentou ainda que desde o início do século XXI, a polícia angolana tenha optado por prender sempre os jovens Cabindenses, o que não tem resolvido o problema, tendo apelado ao diálogo por parte das autoridades angolanas, como via ideal para a resolução da questão de Cabinda.

Apesar da repressão policial que impediu a realização da Marcha Pacífica ontem, o Bureau Político do MIC, reafirmou está tarde 30, que no dia 01 de Fevereiro, os Cabindenses do Makongo, Mangoyo e Maloango,  sairão à rua, tendo o ponto de concentração da Marcha o Largo do antigo cemitério do Zangoio (Parada dos Fiéis), com início às 12h00, até a sede do governo Invasor-ocupante. A direcção do MIC, assinalou ainda que permanecerão na sede, até a chegada do presidente angolano para dialogar.

Para além de Cabinda, estão também programadas concentrações na data prevista, em Luanda junto à Embaixada de Portugal, em Lisboa-Portugal em frente à Assembleia da República e em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América junto à sede das Nações Unidas.

Membros da sociedade civil Cabindense e activistas políticos, tomaram de assalto as redes sociais para condenar a barbárie das autoridades angolanas em Cabinda, liderada pelo MPLA, como o caso dos militantes do MIC, ADCDH, José Chicaia “José o Próprio”  e expressivamente Mateus Massinga que se mostrou desapontado, com o silêncio dos lideres da oposição angolana, tendo afirmado “Senhores da Oposição Angolana em Cabinda o vosso silêncio é confrangedor – Ninguém tunge, nem munge ante a barbárie autoritária do MPLISTA em Cabinda contra os membros do MIC

 Segundo apuraram as fontes do @mbembubuala no Tchiowa, a Capital de Cabinda.

MIC marchando em Cabinda



2015 @mbembubuala – Todos direitos reservados (Copyright)

2 comentários sobre “Dr. Francisco Luemba, confirma o aprisionamento dos membros do MIC

  1. Chegou o tempo dos Cabindas receber o que é devido; estamos gratis de sermos roubado,maltratados,enganados,envenenados,turturados,queimados,violados,perturbados naquilo que é pertença genuina. Os nossos aliados estão prontos a cooperar conosco;Os traidores se não mudarem de ideia ja não terão lugar en Cabinda.Estamos cada vez mais fortes e unidos no sentido de alcançarmos o objecto almejado que é a liberarse e a Independencia total e completa de Miconje a yema do Massano até Zenze do Lucula;

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.