CHINESES FRUSTRAM EM CABINDA, TENTATIVA DE INVASÃO À FÁBRICA DE BLOCOS

O facto terá ocorrido na localidade do Caio, em Cabinda no dia 02 de Julho do corrente ano, quando quatro supostos “meliantes” armados, tentaram invadir à fábrica ANGOLA AOWBA, propriedade de chineses localizada à direita das bombas de combustíveis do Caio. 

O insucesso da invasão foi graças à troca de tiros entre os chineses e os supostos meliantes que foram surpreendidos pela pronta reposta e capacidade bélica dos chineses.

Segundo relatos à tentativa de invasão, poderá ter sido protagonizada por um ex-funcionário “que não foi identificado” da fábrica de blocos despedido injustamente ( que terá levado algumas chaves das instalações) que facilitaram no acesso à fábrica no dia da invasão. À acção dos “meliantes” teve início às 9h00 do período matinal, sabe-se ainda que não houve vítimas e ninguém foi detido.

Tendo em conta que os supostos “meliantes”, se puseram  em fuga antes da chegada da polícia que acorreu ao local para as devidas diligências e que até a presente data não esclareceu o caso.

Importa referenciar que os assaltos têm sido frequentes na localidade do Caio, recentemente foram vítimas deste mal, as Bombas de combustível do Caio ( onde acabou por perder a vida um dos seguranças da instituição), os estaleiros de uma universidade em construção na região e o edifício que actualmente é considerado, como sendo o mais alto em Cabinda.

Facto que tem preocupado os habitantes, pois para estes as autoridades policiais não implementaram medidas exequíveis para inverter o quadro, tendo em conta que os assaltos somam e seguem, até a presente data.

Numa altura em que a localidade do Caio está à transformar-se numa zona atrativa para a instalação de empresas. Pois várias são as empresas que já desenvolvem as suas actividades, casos da tecno-Pio, KWG, empesas chinesas de venda de material de construção, já lá estão edificados três grandes hotéis e o projecto em curso do novo porto de Cabinda “apesar das obras estarem paralisadas” e etc.

Neste sentido, fica aqui o grito de socorro às autoridades de direito para acudirem à aflição dos habitantes da localidade do Caio que clamam por mais segurança, tendo em conta que a insegurança e a intranquilidade que persiste na região.

Texto de Magaliza Zola

© 2019 VOICE OF CABINDA – MBEMBU BUALA, PELA VERDADE E JUSTIÇA – CABINDA ACIMA DE TUDO E DE TODOS

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.