EMINENTE ATAQUE DAS FORÇAS ARMADAS ANGOLANAS AOS CAMPOS DE REFUGIADOS DE CABINDA

Segundo fontes bem posicionadas nos círculos angolanos, dão conta de um possível plano de ataque das forças defesa e Segurança de Angola aos Campos de Refugiados de Cabinda nos dois Congos, nomeadamente: Seko Zole e Nlundu Matende na RDC e Malolo na República do Congo (Congo Brazzaville) nas próximas horas.

POR MBEMBU BUALA

Segundo ainda as nossas fontes as incursões militares das forças de defesa e segurança de Angola, serão lideradas pelos comandantes, Alexandre Batshi, mais conhecido por Strick, por Tomás Lebo de Mácula e por Trator (por sinal todos Cabindas e ex-membro das FAC).

Neste sentido, alertamos a opinião pública interna e internacional, com destaque as instituições de defesa dos direitos humanos, as Nações Unidas e a União Europeia, à denunciarem este pleno macabro das autoridades angolanas contra os indefesos refugiados de Cabinda e de igual modo apelarem para a responsabilização criminal no Tribunal Penal Internacional das individualidades angolanas envolvidas.

Viva à independência Total de Cabinda!

Abaixo à Operação Militar Vulcão de Angola contra o povo de Cabinda!

Texto de José Kabangu

© 2019 A VOZ DE CABINDA – MBEMBU BUALA, PELA VERDADE E JUSTIÇA – CABINDA ACIMA DE TUDO E DE TODOS

Um comentário sobre “EMINENTE ATAQUE DAS FORÇAS ARMADAS ANGOLANAS AOS CAMPOS DE REFUGIADOS DE CABINDA

  1. abaxo este plano que nao resulta em nada,envez de viabilisarem o dialogo,para por fim desta situacao que dura ja a muito tempo.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.