SOLDADO ANGOLANO MORTO EM CONFRONTOS COM A FLEC NA REGIÃO DE INHUCA

Miliatares das FAA em Cabinda

Um comando composto por 12 guerrilheiros da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda (FLEC/FAC), durante um patrulhamento na área fronteiriça de Télé, a poucos quilómetros de Ngunga na região de Inhuca, foi alvo de uma emboscada perpetrada pelas Forças Armadas Angolanas (FAA). A acção provocou um “fogo intenso” que resultou na morte de um soldado angolano.

O confronto aconteceu por volta das 09:30 horas desta sexta-feira, 29 de Maio, na planície Kalombo, na periferia de Télé, confirmou o Comandante SL, aliás Silvestre Luemba, chefe adjunto do Estado Maior General das Forças Armadas de Cabinda (EMG/FAC) chefiado por Estanislau Boma na organização presidida por Alexandre Tati. O Comandante SL reconheceu que os combatentes independentistas foram “apanhados de surpresa”, mas que “reagiram com prontidão” não tendo a FLEC/FAC registado baixas entre os seus homens.

Para o chefe adjunto do EMG/FAC eram raras as operações das FAA destas características, mas “tornaram-se cada vez mais habituais com o grande reforço em homens, armamento e equipamento que o contingente angolano das FAA e da Polícia tem recebido em Cabinda, num suposto programas de protecção das fronteiras, que visa exclusivamente eliminar os independentista e capturar os lideres da FLEC”, disse o Comandante SL.

Via, e-global

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.