FLEC-FAC ANUNCIA CINCO MORTOS EM CABINDA INCLUINDO DOIS MILITARES DAS FAA

As forças armadas da Frente de Libertação do Estado de Cabinda (FLEC) anunciaram hoje a morte de cinco pessoas, entre as quais dois soldados das Forças Armadas Angolanas (FAA) e três civis, bem como três feridos do seu lado.

Em “comunicado de guerra” distribuído hoje, a FLEC-FAC refere que os combates ocorreram na noite de terça-feira, nas aldeias de Pangamongo e de Sangamongo, no município de Buco-Zau e município de Necuto, perto da fronteira com a República Democrática do Congo (RDCongo).

“O exército angolano lançou uma operação contra as nossas forças e retaliamos em contraofensiva as FAA”, refere o comunicado, assinado pelo comandante da zona operacional de Necuto, Sebastião Muindo Júnior.

No documento, as forças armadas da FLEC acusam o exército angolano de ter civis como alvo, de supostamente cometer abusos, de matar três civis e de ter detido pessoas acusadas de pertencer à FLEC.

Aquela força realça que a insegurança que reina no território de Cabinda, enclave situado no norte de Angola, dificulta o combate à pandemia de covid-19, nesse sentido apela à comunidade internacional a agir rapidamente para salvar vidas inocentes.

Segundo ainda a FLEC-FAC, os ataques das FAA geralmente são feitos através de emboscadas e incursões em aldeias congolesas.

A FLEC, através do seu “braço armado”, as FAC, luta pela independência no território alegando que o enclave era um protetorado português, tal como ficou estabelecido no Tratado de Simulambuco, assinado em 1885, e não parte integrante do território angolano.

Criada em 1963, a organização independentista dividiu-se e multiplicou-se em diferentes fações, efémeras, com a FLEC/FAC a manter-se como o único movimento que alega manter uma “resistência armada” contra a administração de Luanda.

Mais de metade do petróleo angolano provém desta província angolana.

08.07.20

Via agências

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.