Excertos da Petição Cabinda ao Presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Visto que o Brasil é membro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e o maior país de língua portuguesa do planeta, além de ser uma das nações mais multiculturais e etnicamente diversas, é óbvio que Vossa Excelência o Presidente da República Federativa do Brasil está bem posicionado para ajudar a levar a bom termo o processo de descolonização de Cabinda. Como organização internacional que procura o aprofundamento da amizade e cooperação mútua entre os seus membros, a CPLP não pode dar-se ao luxo de subestimar o impacto destrutivo do acto de traição de Portugal contra Cabinda e o seu povo. Tão pouco pode continuar a fechar os olhos à flagrante violação do direito internacional por parte de Angola, que consiste na ocupação de Cabinda em benefício dos imperialistas e neo-colonialistas ocidentais.

Agradecemos sinceramente a Sua Alteza Real Dom Duarte Pio, O Duque de Bragança [Portugal], por ter incansavelmente recordado às autoridades portuguesas as obrigações morais e jurídicas de Portugal para com Cabinda e o seu povo. Também temos uma enorme dívida de gratidão para com o Prof. Dr. Adriano Moreira, ex-ministro português, que fez corajosamente a seguinte declaração não faz muito tempo, citamos: “Os Cabindas não exigem mais, e não se lhes pode pedir que exijam menos, do que optar por ser quem são”, i.e. um povo e uma nação soberanos. Embora saudemos todas as declarações de apoio à justa causa de Cabinda feitas por destacadas figuras portuguesas, devemos lembrar que é o governo português (“CPLP”) que tem ainda de cumprir as suas obrigações legais de respeitar Cabinda como entidade política, com direito à autodeterminação e independência, em conformidade com o Artigo 35 da Carta das Nações Unidas.

Bartolomeu Capita (Autor)

Presidência | Movimento Nacional Cabinda

Cabinda Calls on Brazil’s President Luiz Inácio Lula da Silva

The “Movimento Nacional Cabinda” (i.e. Cabindan National Movement) exhorts His Excellency Mr. Luiz Inácio Lula da Silva, President of the Federative Republic of Brazil, to assume his international responsibilities, so that Angola stops prolonging Western colonialism in Cabinda, whose consequences are a deliberate genocide.

As a founding member of the United Nations; a founding member of the Community of Portuguese-Speaking Countries (CPLP); and a founding member of the BRICS (Brazil, Russia, India, China, and South Africa), which is rightly regarded as the pillar of the emerging economies; the Federative Republic of Brazil is well placed to act as guarantor of justice in international affairs, particularly in the case of Cabinda.

May God bless Brazil, the country of Pelé and Marielle Franco!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.