FCD, INTIMIDA PRESIDENTE DO MRPCS – ARÃO BULA TEMPO

O acto consta numa carta envida à Arão Bula Tempo, presidente do MRPCS,  que data de 14/05/19.

A carta serve de resposta ao posicionamento deste sobre o actual momento político no território de Cabinda.

E aos pronunciamentos que proferiu na mensagem, dirigida ao povo de Cabinda, divulgada no pretérito dia 08 do corrente, “onde acusou o Fórum Cabindês para o Diálogo – FCD, de ser aliado do governo angolano (MPLA) e de estar a criar transtornos para à resolução do Problema de Cabinda, contra à vontade da maioria que têm como objectivo principal à libertação de Cabinda”.

Se estão recordados, recentemente noticiamos que uma delegação dessa organização política, efetuou uma visita ao presidente do MRPCS, em sua residência na cidade de Cabinda, no sábado último (11).

Na ocasião o Arão Bula Tempo, reafirmou as suas posições e garantiu que o MRPCS, aguardaria ansiosamente pela resposta oficial, deste que não se fez esperar e com um conteúdo intimidatório e chantagista. Como se pode ler em anexo:

Aguarda se também, a conferência de imprensa do FCD, que segundo apuramos e noticiamos em edições anteriores, será realizada brevemente em Luanda, sob a direcção do General na reforma das Forças Armadas de angolanas (FAA), Maurício Amado Zulu, coordenador interino do FDC e tudo indica que será o próximo presidente, tendo em conta o silêncio de Bento Bembe que não se quer pronunciar publicamente desde que se anunciou o seu afastamento da presidência do FCD, após ter a aceite representar o MPLA no parlamento angolano.

Ouvimos alguns Cabindas sobre o caso e afirmaram que o FCD, ao enviar à carta ao presidente do MRPCS, com conhecimento ao SINSE-Cabinda e MINDEF-Cabinda.

Vê-se claramente que são agentes ao serviço do governo angolano contra às aspirações do Povo de Cabinda, que defendem à sua autodeterminação.

O FCD de Zulo e companhia limitada, prosseguem com as suas acções de perseguição contra o advogado do Povo e Presidente do MRPCS, por se engajar pela luta dos direitos e liberdade do seu Povo martirizado, maltratado e  abandonado durante 44 anos, da governação de Angola.

O FCD deve saber que as nossas lutas internas não têm nada haver com o governo angolano, concluíram.

Texto de Magaliza Zola (correspondente VOC no Cazaquistão)

© 2015-2019 VOC-voice of Cabinda Mbembu Buala – A Voz dos Povos Oprimidos!

Um comentário sobre “FCD, INTIMIDA PRESIDENTE DO MRPCS – ARÃO BULA TEMPO

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.