O MAGNÍFICO ARÃO BULA TEMPO E A SUA MESTRIA NA DEFESA DOS DIREITOS DO POVO DE CABINDA


O Dr. Arão Bula Tempo, foi o convidado do programa Angola Fala Só da Voz da América de 13 de Dezembro de 2019 (sexta-feira).

VOC

É importante e imperioso destacar aqui a brilhante participação do Magnífico Arão Bula Tempo, tendo em conta a verticalidade que empreendeu durante o debate ao tema proposto (Cabinda).

Um tema muito especial e importante para o povo de Cabinda que continua firme na luta da sua Autodeterminação, tendo em conta que as autoridades angolanas continuam à ignorar o bem mais sagrado destes que é à sua identidade.

Apesar de politicamente à administração de José Eduardo dos Santos, ter admitido e reconhecido à existência do Problema e que tentou solucionar de forma unilateral.

VOC

Para saber sobre às principais questões debatidas acesse o link abaixo e leia ainda o resumo da voa aqui na sua íntegra:


https://youtu.be/a1btqDr6QiQ

“Não é verdade que os movimentos de Cabinda estejam desunidos, disse no programa “Angola Fala Só” o jurista e presidente do Movimento de Reunificação do Povo de Cabinda para a sua Soberania (MRPCS), Arão Bula Tempo.

Para Tempo os diversos movimentos estão unidos no seu objectivo de que a independência do enclave sendo parte dos seus direitos teme opiniões diferentes sobre outras questões.

“Estamos unidos porque temos a mesma visão”, disse.

Contudo durante o programa rejeitou participar no Alto Conselho de Cabinda recentemente formado em Accra, no Gana, afirmando existirem nesse movimento “elementos não identificados que não participam na luta”.

Por isso o Alto Conselho “não inspira” e MRPCS não se identifica com essa organização.

A história de Cabinda foi alvo de um debate sobre factos históricos entre o convidado e o cientista político Issau Agostinho que pôs em causa os argumentos usados para se advogar a independência do território.

Essa troca de opiniões sobre os factos históricos do território foi concluída por Arão Tempo com a afirmação de que tudo isso deveria ser alvo de um debate aberto com todas as forças, incluindo o governo angolano, para se acabar com dúvidas sobre a situação.

Tempo explicou que o MRPCS é um movimento que luta só por meios pacíficos e descreveu a actual situação em Cabinda de “caótica”, caracterizada por detenções arbitrárias, intolerância política, “polícia em toda a parte”, e uso da violência.

Arão Tempo disse que dez militantes foram presos durante a semana por tentarem realizar uma manifestação em prol de um referendo sobre a independência. Os militantes estão sendo acusados de rebelião e associação de malfeitores, o que é uma violação da própria constituição angolana.
“Uma manifestação não é um crime”, disse.

Interrogado por um ouvinte sobre o facto de muitos cabindas pertencerem às forças de segurança de Angola e oporem-se à independência, o jurista e activista de Cabinda disse que isso aconteceu em todos os territórios colonizados lembrando que na própria Angola muitos angolanos lutaram ao lado de Portugal ou mantiveram-se indiferentesà luta de libertação.

Arão Tempo rejeitou a participação no sistema eleitoral angolano, mesmo a nível local.
“Não nos revemos nas autarquias”, disse.

Interrogado sobre se mantém contactos com representantes dos partidos angolanos, Arão Tempo disse que se limitam a cortesias individuais entre pessoas que se conhecem.

“O MPLA nunca estendeu a mão”, disse Arão Tempo que acrescentou que o maior partido da oposição angolana, a UNITA “nunca reconheceu” o direto à independência do povo de Cabinda.
O presidente do MRPCS reconheceu que não será fácil atingir os objectivos porque luta.

“O sacrifício é o caminho da liberdade”, disse”.

Para o ilustre convidado a voa disponibilizou os seguintes dados biográficos:

Nome: Arão Bula Tempo
Data de Nascimento: 4/4/63
Local de Nascimento: Sassa-Zau, Cabinda
Estado Civil: vive em união de factos
Filhos:15
Profissão: Advogado e activista dos direitos humanos
Formação: Licenciatura em Direito Privado e Judiciário
Lema de vida: Estar ao lado dos discriminados, lutar pelas pessoas sem voz
Hobbies: Leitura e a pensar sobre o futuro do povo de Cabinda
Comida que prefere – comida tradicional como saca-folha
Música que gosta – Religiosa
O meu principal objectivo… Liberdade de expressão e liberdade propriamente do povo de Cabinda
Onde estava 11 de Novembro de 1975? Estava na aldeia onde nasci Sassa-Zau


Mais links sobre Arão Bula Tempo:


https://avozdecabindambembubuala.com/2019/09/07/dr-arao-bula-tempo-aponta-o-sacrificio-como-um-dos-caminhos-para-a-autodeterminacao-do-povo-de-cabinda/

https://avozdecabindambembubuala.com/2019/12/09/as-perseguicoes-dos-orgaos-de-defesa-e-seguranca-angolana-em-cabinda/

https://avozdecabindambembubuala.com/2019/05/17/fcd-intimida-presidente-do-mrpcs-arao-bula-tempo/

https://avozdecabindambembubuala.com/2019/09/01/movimentos-politicos-de-cabinda-realizam-reuniao-de-concertacao-politica-sobre-o-futuro-de-cabinda/

https://avozdecabindambembubuala.com/2019/12/02/aula-magna-sobre-os-direitos-humanos-em-angola-com-o-dr-arao-bula-tempo/


Texto de José Manuel Kabangu


© 2019 THE VOICE OF CABINDA – MBEMBU BUALA, PELA VERDADE E JUSTIÇA – CABINDA ACIMA DE TUDO E DE TODOS

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.