POVO DE CABINDA, NÃO SE REVÊ NO MEMORANDO DE ENTENDIMENTO DO NAMIBE

À afirmação é do Dr. Dito Bumba, que foi ainda perentório em dizer que João Lourenço, ditou que a liderança do FCD fosse entregue a Maurício Amado Zulú.

“O Memorando de Entendimento, não trouxe nenhum benefício ao povo de Cabinda, o povo de cabinda contínua no sofrimento”.

“Sabemos que FCD é uma instituição que trabalha com o governo angolano a fim de abafar as vozes que se levanta em Cabinda. FCD é um meio, é um instrumento usado para acabar com os independentistas”.

“Para mim estatuto especial, assim como autonomia está fora dos ideias do povo de Cabinda, o que nós lutamos é mesmo a independência”.

“Nós não somos angolanos, não nos revemos como angolanos (…) em 1975 os Cabindas ficaram surpreendidos ao verem os angolanos à ocuparem o território de Cabinda. Os angolanos são usurpadores, tarde ou cedo essa usurpação feita ao povo de Cabinda, nós vamos reganhar a nossa independência”.

“Quem manda no FCD, não são os Cabindas que la estão são os angolanos”.

“O Zulú é um general das FAA na reforma ele vela pelos interesses de Angola, assim como Bento Bembe! Eles não estão aí para garantir os interesses do povo de Cabinda, mas sim para os seus bolsos e amigos”.

“Falar da nova liderança, essa liderança não trará novidades assim como a liderança de Bento Bembe. Esses indivíduos como sabemos, não são representantes do povo de Cabinda, eles aí buscam os seus interesses, não velam pelos interesses do povo. Mas sim, eles estão mais preocupados com os seus bolsos.  

Foi assim à análise da sociedade civil cabindense sobre o FCD e ME, feita pelos, os ctivistas Dito Bumba e Celestino Manhito “Artista”, que analisaram recentemente em Cabinda, o enigma FDC, após “os treze anos” (13) da assinatura do Memorando de Entendimento (ME), assinado no dia 01 de Agosto de 2006, no Namibe, em Angola.

BAIXE O LINK PARA OUVIR MAIS DOS DOIS ACTIVISTAS:

Dentre as várias questões analisadas, destacam-se a nova liderança do FCD, agora com Maurício Amado Zulú, “ General reformado das Forças Armadas Angolanas” em substituição de António Bento Bembe; os possíveis benefícios do ME para o território de Cabinda.

Analisou-se também a pretensão do FCD, em criar uma plataforma para “agregar todos os movimentos que defendem o Problema de Cabinda” (sob protesto de uni-los) para negociar um novo acordo de paz ou de entendimento, com o governo angolano; a implementação do Estatuto Especial, tendo em conta o ME do Namibe de 2006, mas que nunca foi implementado! Sendo a grande aposta do FCD de Zulú, que projecta de igual modo participar nos próximos pleitos eleitorais em Angola, numa coligação com o MPLA para fazer parte do seu governo, caso vençam as mesmas. E o primeiro teste serão as eleições autárquicas aprazadas 2020 e que podem ter lugar caso o presidente do MPLA as convocar.  

Com todas essas artimanhas, procuramos ainda saber se o FCD, ainda reunia autoridade moral para uma vez mais liderar um processo de negociações entre os movimentos independentistas de Cabinda e o governo angolano do MPLA, sendo que muitos membros do FCD são militantes do MPLA e partes do seu governo.

Contudo, não deixamos de analisar, o dilema que continuam à enfrentar os ex-militares da Flec (acantonados em Cabinda à luz do ME), sob o comando de Bonga Bonga e Cabalo Branco, que continuam a reclamar sobre o cumprimento dos compromissos assumidos por parte do governo angolano no ME do Namibe,sendo que estão relegados ao abandono e segundo informações postas à circular, o governo angolano liderado por João Lourenço, descarta quaisquer responsabilidades sobre os mesmos, apontando o dedo ao General Zé Maria, ex-chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar (SISM) de Angola.

Texto de Ruben Malonda 

© 2019 A VOZ DE CABINDA – MBEMBU BUALA, PELA VERDADE E JUSTIÇA – CABINDA ACIMA DE TUDO E DE TODOS

Um comentário sobre “POVO DE CABINDA, NÃO SE REVÊ NO MEMORANDO DE ENTENDIMENTO DO NAMIBE

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.