MANIFESTAÇÃO NA EMBAIXADA PORTUGUESA NA CELEBRAÇÃO DOS 137 ANOS DO TRATADO DE SIMULAMBUCO

A Polícia Nacional Angolana (PNA) impediu e deteve 4 ativistas de Cabinda, que manifestavam esta manhã em frente à embaixada de Portugal, em Luanda, para assinalar os 137 anos do Tratado de Simulambuco e protestar contra o silêncio de Portugal perante a causa de Cabinda. De entre os detidos figuram: Makosu Sita, 25 anos; Liumbu Liambu, 28 anos; Nilton Vicente Cubenda, 21 anos; e Manuel Libo, 33 anos.

Segundo uma fonte dos ativistas de Cabinda, os 4 ativistas foram detidos, depois de terem iniciado a manifestação, empunhando cartazes que assinalavam que “Cabinda é um protetorado português”, e, em viva-voz, protestarem contra o silêncio de Portugal sobre a atual situação em Cabinda e apelarem para uma resolução pacífica do conflito ainda reinante neste território.

Segundo a mesma fonte, “eram 11h20 min, quando os ativistas de Cabinda iniciaram a manifestação. Os elementos da PNA encarregues da manutenção da segurança na embaixada portuguesa tentaram intimá-los a abandonar o local, mas os ativistas continuaram com a manifestação. Pouco depois, apareceu uma viatura azul da PNA que, apôs acompanhar a situação por algum tempo, acabou por os deter, às 12h40min”.

Makosu Sita, Liumbu Liambu, Nilton Vicente Cubenda e Manuel Libo foram levados sob escolta policial para Rocha Pinto, e colocados nas celas da esquadra do Catotes, onde aguardam por julgamento sumário esta quarta-feira, 02 de Fevereiro.

Liberdade já!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.