JOVEM PERDE À VIDA DE FORMA MISTERIOSA EM CABINDA

O infortúnio aconteceu na madrugada desta quarta-feira 22 de Janeiro do ano em curso, quando foi encontrado sem vida nas imediações da vala de drenagem que divide a zona A do bairro 1º de Maio e a zona do Zangoio, o cidadão de 36 anos de idade que em vida se chamou Paulo Luemba, vulgarmente conhecido como Rei Palucho, vítima de Electrocussão.

Infelizmente na terça-feira 21, a vítima foi solicitada por um amigo para resolver a questão da falha de energia eléctrica na residência deste, por volta das 18 horas, tendo em conta que era uma das áreas que dominava profissionalmente, a deslocação do amigo à residência da vítima foi testemunhada pela esposa, deste.

A vítima deixou à sua residência e se deslocou então à residência do amigo para solucionar a referida questão eléctrica.

Postos no local e em plena actividade para solucionar o problema eléctrico, a vítima sofreu uma electrocussão que o atirou do telhado para baixo, tendo o rosto embatido contra o chão, sofrendo morte imediata.

O amigo e os seus acompanhantes, tão logo que se deu o infortúnio e após terem se apercebido do infausto acontecimento da (morte de Paulo Luemba), ocultaram o cadáver para na madrugada do dia seguinte o deitarem na vala mais próxima, com a intenção de desvirtuar à vericidade dos factos sobre o passamento físico de Paulo Luemba e para que parecesse se tratar de um homicídio por agressão perpetuado pelos amigos do alheio.

Após ter sido encontrado o corpo da vítima abandonado, com sinais de agressão que presumiam morte por assassinato, tendo em conta não ser a primeira vez que se encontra um cadaver na aquelas imediações, os vizinhos contactaram os serviços de investigação criminal-SIC e a família que por sua vez  esclareceu ao SIC os verdadeiros motivo que levaram a vítima à sair de casa na tarde de terça-feira 21 de Janeiro. 

Segundo o que apuramos junto de fontes policiais, o amigo e os seus acompanhantes já se encontram detidos no SIC para os devidos esclarecimentos dos factos para se apurarem as devidas responsabilidades.

O velório de Paulo Luemba decorre na sua residência sita no bairro 1º de Maio, Zona do Zangoio, rua 3×3 na cidade de Tchiowa em Cabinda. 

Infelizmente Paulo Luemba deixa três filhos e viúva.

Texto de Magaliza Zola 

Copyright 2020 MBEMBU BUALA PRESS INC, Todos Direitos Reservados 

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.