VOC CONFIRMA DETENÇÕES DE CARLOS VEMBA E ANTÓNIO TUMA DO MIC EM CABINDA

Os efectivos dos Órgãos de Defesa e Segurança do regime angolano liderado pelo MPLA (o principal inimigo do povo de Cabinda) estacionados em Cabinda, detiveram no princípio da tarde de quinta-feira, 12 Carlos Manuel Cumba Vemba, Presidente do MIC e António Tuma (Nelinho), Secretário Adjunto para Informação e Comunicação do MIC.


Às detenções tiveram lugar na Rua das Forças Armadas nas proximidades da empresa LUJOBAR, quando estes saiam destemidos do Cine Popular marchando em Direcção à sede do governo no segundo acto das mega manifestações, convocadas no dia 28 de outubro do presente ano e que tiveram o início no dia 10 de Dezembro, que culminou com a detenção de mais 20 pessoas.

VOC

Com às detenções de ontem a VOC confirma que estão detidos mais de 10 membros do MIC nas masmorras do SIC em Cabinda.


Apesar de serem pacíficas às manifestações do MIC nas quais solicitam à realização de um referendo para à Independência total do território de Cabinda, os efectivos dos órgãos de defesa e segurança de Angola, são acusados do uso excessivo da força no momento das detenções e de realizarem actos de tortura na cadeia contra os membros do MIC.

Após as primeiras detenções na terça-feira 10, António Tuma tomou às redes sociais para denunciar à perseguição de que era alvo porte da polícia angolana situação que a VOC difundiu oportunamente.


PERSEGUIÇÃO DO MINISTÉRIO DO INTERIOR DE ANGOLA À ANTÓNIO TUMA SECRETÁRIO ADJUNTO PARA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO MIC


Segundo denúncia do Movimento Independentista de Cabinda – MIC, o Ministério do Interior de Angola decretou uma caça às Bruxas ao restante dos Membros do MIC que se encontram em locais incertos em Cabinda.


Sendo António Tuma, o mais procurado por ser este que tem estado em contacto com o resto do mundo por intermédio de entrevistas, após às detenções do dia 10 de Dezembro de 2019.


Não perdendo tempo António Tuma (Nelinho), recorreu às redes sociais para confirmar à ocorrência, num vídeo de sensivelmente quatro minutos onde expressou o seu desagrado com à perseguição de que é alvo:


“Medo de vocês eu não tenho!
Mas para libertar esse território eu irei até ao fim, até a última gota do meu sangue eu darei! Para que um dia esse povo goze de sua independência.


Cabinda é um território ocupado ilegalmente e por força militar do governo angolano. Nós os Cabindas usamos à razão e à consciência. Mas o governo angolano à força!


Meus irmãos do Miconje ao Yema e de Massabi ao Zenze do Lucula, vamos nos unir!


Estou foragido no meu próprio território! Irmãos angolanos acham isto justo?


Ontem foi apenas o princípio das Mega manifestações e vamos continuar!


VIVA O MIC! VIVA À NAÇÃO CABINDESA!

VIVA O CONTINENTE AFRICANO! JUNTOS VENCEREMOS!”


Oiça tudo no vídeo em anexo:


https://youtu.be/Bb3P-hA2qbg

Outrossim A Voz de Cabinda Mbembu Buala, apela à libertação incondicional e urgente de todos os detidos do MIC, continuam privados da sua liberdade 11 membros do MIC, segundo a lista abaixo!

Liberdade Já à todos presos políticos de Cabinda:


Lista ainda em actualização!


1-Carlos Manuel Cumba Vemba, Presidente do MIC
2- António Victor Tuma (Nelinho), Secretário-Adjunto para Inf e Comunicação 3- Filipe Macaia Luemba, Secretário Geral
4- Alberto Puna (Sapiente)
5- Armando Gime
6- Alberto Kibinda
7- Pedro Massiala Conde
8- Joaquim Junior Beti
9- Rubem Mavungo Domingos
10- Francisco Barros Muanda
11- Mbele(professor do Puniv)


PAZ, JUSTIÇA E LIBERDADE PARA O POVO SOFREDOR E INDEFESO DE CABINDA!


VIVA O POVO DE CABIDA DO MICONJE AO YEMA E DE MASSABI AO ZENZE DO LUCULA!


VIVA À INDEPENDÊNCIA TOTAL DE CABINDA!

Sobre o assunto leia mais nos links abaixo:


https://avozdecabindambembubuala.com/2019/11/15/carlos-vemba-apela-para-a-desobediencia-civil-em-cabinda-no-dia-10-de-dezembro-de-2019/


https://avozdecabindambembubuala.com/2019/12/10/detidos-mais-de-vinte-membros-do-mic-em-cabinda/


https://avozdecabindambembubuala.com/2019/12/12/amnistia-int-denuncia-uso-excessivo-da-forca-na-detencao-dos-membros-mic-em-cabinda/


https://avozdecabindambembubuala.com/2019/12/09/as-perseguicoes-dos-orgaos-de-defesa-e-seguranca-angolana-em-cabinda/


https://youtu.be/H4DiCVAlCts


https://youtu.be/eNpjcYFZab4


Texto de Baveka Mayala


© 2019 VOICE OF CABINDA – MBEMBU BUALA, PELA VERDADE E JUSTIÇA – CABINDA ACIMA DE TUDO E DE TODOS

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.