MBEMBU BUALA

  • OS CABINDAS NÃO SE LHES PODE PEDIR QUE EXIJAM MENOS: «OPTAR POR SER QUEM SÃO.»
    A VISÃO DE ADRIANO MOREIRA SOBRE CABINDA Adriano Moreira faz 100 anos no próximo dia 6 de Setembro. Recebeu ontem, em Portugal, o grau de Doutor Honoris Causa do Instituto Universitário Militar. Recordemos o que, sobre Cabinda, escreveu em artigo publicado Diário de Notícias em 30 de Novembro de 2004. «Nesta questão da globalização, em
  • GRUPOS DE CABINDAS CORRUPTOS INSISTEM NA ANEXAÇÃO DE CABINDA À ANGOLA
    Os ditos grupos e grupinhos que lutam para à anexação do Território de Cabinda à Angola para além da baixa notoriedade que reina entre si devem de igual modo cessar a pressão que têm estado a exercer contra os Cabindas que se recusam em alinhar nos vossos planos macabros ‟confeccionados pelas secretas angolanasˮ que serão
  • ALEXANDRE TATI CARACTERIZA DE ALARMANTE A SITUAÇÃO POLITICO E MILITAR EM CABINDA
    E APELA A MOBILIZAÇÃO GERAL DO POVO DE CABINDA E DAS SUAS FORÇAS VIVAS CONTRA A OCUPAÇÃO MILITARISTA ANGOLANA DO TERRITÓRIO DE CABINDA COM A REALIZAÇÃO DE UMA MEGA MANIFESTAÇÃO. Através de um comunicado dirigido ao povo de Cabinda em alusão aos 137 anos da assinatura do Tratado de Simulambuco difundido hoje, 21 de Março,
  • POÇO DE PETRÓLEO ABANDONADO NO SASSA-ZAU PELA SONANGOL E ASSOCIADOS
    A denuncia coube aos Deputados Raúl Tati e Lourenço Lumingo, que confirmaram ‟in locoˮ se tratar de um poço de petróleo abandonado há mais de 20 anos ,e, que tem estado a vazar petróleo bruto nos últimos dias. Apesar da situação ser do conhecimento das autoridades locais, ‟infelizmente preferem estar no silêncio, quando deveriam pressionar
  • PROPAGANDA DO GOVERNO ANGOLANO PARA UMA SUPOSTA PAZ EM CABINDA
    Já estão a fazer propaganda do plano já elaborado das supostas novas negociações para a suposta resolução do Conflito do Problema de Cabinda, desta vez nenhuma farsa passará! Os vossos agentes secretos os ‟Cabindas Zobasˮ foram expostos com sucesso. E, aguardem pela linha X. Segundo a Voa O Governo de Angola admitiu, pela primeira vez
  • MENSAGEM PARA OS EX-GUERRILHEIROS DA FLEC
    Como se sabe a situação político-militar continua muito tensa no território de Cabinda fruto das últimas escaramuças entre os guerrilheiros da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda, Forças Armadas Cabindesas – FLEC FAC e as Forças Armadas Angolanas – FAA, ocorridas entre os dias 06 e 10 de janeiro-em-cabinda no corrente ano. Veja o
  • MENSAGEM PARA MARCOS ALEXANDRE NHUNGA, GOVERNADOR DE CABINDA
    Como se sabe a situação político-militar continua muito tensa no território de Cabinda fruto das últimas escaramuças entre os guerrilheiros da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda, Forças Armadas Cabindesas – FLEC FAC e as Forças Armadas Angolanas – FAA, ocorridas entre os dias 05 e 10 de janeiro-em-cabinda do corrente. Os gritos de
  • COMUNICADO MBEMBU BUALA – VOZ DE CABINDA
    COMUNICADO A Mbembu Buala Press (Voz de Cabinda) é uma plataforma independente e patriótica, estabelecida no concerto da resolução do Problema de Cabinda para dar voz à todos os intervenientes do processo, tendo como prioridade tudo que for de interesse público. Apesar de estarmos fartos e, (não desanimados) com as ameaças de morte dos enviados
  • JOSÉ MBUCA DENÚNCIA GUERRA EM CABINDA CEAST E DOM BELMIRO CHISSENGUETI EM SILÊNCIO
    Sociedade Civil Cabindense pressionam ‟entidades eclesiásticasˮ a se pronunciarem sobre as mortes no Maiombe. O assistente eclesiástico da ‟Comissão de Justiça e Paz afecta à Diocese de Cabindaˮ, José Mbuca, afirma que a CEAST tem demonstrado “actos de injustiça” em relação ao Problema de Cabinda quando confrontada com situações que ocorrem em de Angola. https://fb.watch/b3sWs6MR5T/
  • MENSAGEM PARA DOM BELMIRO CHISSENGUETI
    Como se sabe a situação político-militar continua muito tensa no território de Cabinda fruto das últimas escaramuças entre os guerrilheiros da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda, Forças Armadas Cabindesas – FLEC FAC e as Forças Armadas Angolanas – FAA, ocorridas entre os dias 06 e 10 de janeiro-em-cabinda no corrente ano. Veja o
  • ACTIVISTAS DE CABINDA JÁ EM LIBERDADE
    Nesta quinta-feira, 03 de fevereiro, o processo do julgamento dos ativistas Makosu Sita, Liumbu Liambu, Nilton Vicente Cubenda e Manuel Libo, detidos na passada terça-feira, 01 de fevereiro, quando manifestavam frente à embaixada de Portugal em Luanda, foi devolvido para instrução na esquadra que os deteve, por julgar que o prazo de julgamento sumário tinha
  • ALEXANDRE KUANGA NSITO DENUNCIA ACÇÕES DAS FAA CONTRA AS POPULAÇÕES NO INTERIOR DE CABINDA
    Como se sabe a situação político-militar continua muito tensa no território de Cabinda fruto das últimas escaramuças entre os guerrilheiros da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda, Forças Armadas Cabindesas – FLEC FAC e as Forças Armadas Angolanas – FAA, ocorridas entre os dias 06 e 10 de janeiro-em-cabinda do corrente ano. Os gritos
  • ‟SILÊNCIO ESTRATÉGICO NÃO SIGNIFICA FIM DO CONFLITOˮ EM CABINDA ESTANISLAU BOMA
    Que assegurou ainda em entrevista a Voz da América, que ‟enquanto não se chegar a soluções políticas justas e credíveis do conflito, a resistência do Povo de Cabinda vai continuarˮ a resistir à ocupação militarista de um outro povo africano. ESCARAMUÇAS ENTRE OS GUERRILHEIROS DA FRENTE DE LIBERTAÇÃO DO ENCLAVE DE CABINDA, FORÇAS ARMADAS CABINDESAS
  • MANIFESTAÇÃO NA EMBAIXADA PORTUGUESA NA CELEBRAÇÃO DOS 137 ANOS DO TRATADO DE SIMULAMBUCO
    A Polícia Nacional Angolana (PNA) impediu e deteve 4 ativistas de Cabinda, que manifestavam esta manhã em frente à embaixada de Portugal, em Luanda, para assinalar os 137 anos do Tratado de Simulambuco e protestar contra o silêncio de Portugal perante a causa de Cabinda. De entre os detidos figuram: Makosu Sita, 25 anos; Liumbu
  • RECADOS DE MANUEL VAZ AO CHEFE DO SIE
    Para além do congresso da Flec, Vaz falou ainda das posições sobre a resolução do Problema de Cabinda que têm sido defendidas por José Liumba Veras que para este não passam de posições que satisfazem mais os interesses pessoais de alguns e não do povo de Cabinda no geral. Manuel Vaz, revelou-nos ainda sobre as
  • OS CABINDAS SÃO ANGOLANOS SÓ DE NOME ‟PADRE CONGOˮ
    Todo que é cabinda sério, neste momento, deve estar a interrogar-se se vale a pena estar a defender uma nacionalidade que é simplesmente um nominalismo filosófico. Isto é, nós somos angolanos de nome. Mas, não representam valores, não representam direitos. Só representam uma e única coisa, deveres; e um dos primeiros deveres é calar-se, o
  • CABINDAS E OS 137 ANOS DO TRATADO DE SIMULAMBUCO
    Hoje celebramos mais um ano da efeméride que consagrou o ‟Território de Cabindaˮ como Estado Independente no concerto das Nações. Lá já se foram 137 anos desde que Guilherme Augusto de Brito Capelo, comandante da corveta rainha de Portugal e os Príncipes, Governadores e Chefes de Cabinda, comprometeram-se em assinar o Tratado de Simulambuco a
  • MPLA INCENTIVA GUERRA EM CABINDA
    Com a temática em epígrafe é possível quiça se desenvolver ‟pesquisas científicasˮ que nos ajudariam a compreender a essência desta postura belicista do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) contra Cabinda e o seu povo,e, sobretudo, por se tratar de uma abordagem sensível e estratégica com um forte pendor político e militar. Um desafio
  • QUE A MAIORIA ABSOLUTA DO PS AJUDE NA RESOLUÇÃO DO CONFLITO DO PROBLEMA DE CABINDA
    O povo português cansado de ‟crises políticasˮ resolveu dar um voto de confiança ao Partido Socialista (PS) de António Costa para a estabilidade política do país nos próximos quatros anos a contar com os resultados das eleições legislativas de 2022. Que ficam marcadas evidentemente com a maioria absoluta do PS (que ‟não é poder absolutoˮ),